0

Charge: a bomba!

0

Opinião: Martorelli x Bruno Reis e a eleição necessária para o Sport

Por *José Henrique

João Humberto Martorelli foi reeleito presidente do Sport com larga vantagem sobre o candidato da oposição Bruno Reis. Nunca houve muita dúvida que o atual mandatário fosse vencer as eleições, pois desde que assumiu, o Leão foi campeão pernambucano, campeão da Copa do Nordeste, baniu a torcida jovem dos estádios e de usar a marca do Sport nas camisas da organizada, fez a melhor campanha do time em brasileiros, entre outras coisas.

Falhas existiram, mas foram suprimidas pelo bom ano que o clube teve. Martorelli teve habilidade e sensibilidade para efetivar e manter Eduardo Baptista mesmo em um momento de crise e fazer um novo e mais moderno programa de sócio torcedor. Não teve a mesma habilidade para manter Dornelas e a equipe de basquete, o maior orgulho dos esportes amadores do clube.

Bruno Reis era a oposição necessária, pois toda unanimidade é burra. O candidato da oposição focou muito sua campanha na força dos sócios, uma engrenagem essencial, todavia relegada a segundo plano durante décadas pelo Sport. A atual gestão começou a tentar mudar isso, apesar de ainda muito timidamente e a Chapa SPORT PODE MAIS sempre pregou que com a força dos associados, o Sport pode ser maior.

A oposição está certíssima neste ponto; o sócio do Sport DEVE ser muito bem tratado, mimado até certo ponto. Estamos em 2014 e qualquer botequim da esquina tem planos de fidelidade e comodidade aos seus usuários mais fiéis e quem é mais fiel que um torcedor de futebol? Bruno Reis e sua chapa foram importantes para consolidar ainda mais o processo democrático e respeitoso no clube (claro que existem os ataques, faz parte do jogo político). Mas a chapa 02 parece ter muito a dialogar com os vencedores com o intuito de fazer o Sport maior.

Bruno Reis foi ao palanque cumprimentou Martorelli ouviu o discurso e mostrou que ser oposição não ser inimigo, porque no final somos todos rubro-negros da Ilha; como bem disse Leonardo Cruz no em seu Twitter logo após pleito “A partir de agora não se tem mais chapa A ou chapa B, agora é só SPORT e pau nos timinhos de Pernambuco, e grandes projetos para o clube”.

*José Henrique é rubro-negro, mora em Recife e escreve no site Canelada F.B.

O texto não reflete, necessariamente, a opinião do Eu Pratico Sport

0

Diego Souza: ainda falta uma liberação para o final feliz

lo-fanpage-site2Nada como um dia depois de uma eleição. E com vitória! O Presidente Martorelli anunciou, publicamente, nesta manhã de quarta-feira, que o clube já tinha a assinatura de contrato com o Diego Souza.

Entretanto, o final feliz ainda está pendente. O problema ainda é com o Metalist. No contrato, assinado com o jogador, diz que o documento só será válido com a liberação do clube da Ucrânia.

0

Cordel: Martorelli foi eleito

thumbcordelgeral

*Por Fábio Brito

Martorelli parabéns pela eleição

Estou muito satisfeito

Pelo que tem feito

Pelo meu Sport

Para nossa nação

Somos loucos apaixonados

Fanáticos e muitos chatos

Que ama o Leão

 x

Já que o senhor foi eleito

E continua a comandar

Eu quero logo saber

Se Patrick e o Diego

Com o Sport vão renovar

 x

Mas umas coisinhas

Eu quero lhe perguntar

Quais jogadores

Vamos contratar?

Será que vai demorar?

E a Arena?

Por quanto tempo?

Vamos ter que esperar?

 x

Sem mais delongas

Vou aqui finalizar

Lhe desejo muito sorte

Pois vai precisar

E ao Doutor advogado, peço deferimento

E pelo Sport Tudo

Cazá, Cazá Cazá

Fábio Brito é rubro-negro e mora em Brasília.

O texto não reflete, necessariamente, a opinião do Eu Pratico Sport.

0

Derrotado, Bruno Reis quer sentar com Martorelli para discutir projetos

eleições Sport (Foto: Maurício Penedo)Bruno Reis manteve um clima cordial com o presidente durante a votação (Foto: Maurício Penedo)

Candidato derrotado na eleição do Sport na última terça-feira, Bruno Reis não quer parar no resultado das urnas. Insatisfeito com algumas coisas que estão acontecendo no clube nos últimos anos, ele pretende se sentar com o presidente eleito, João Humberto Martorelli para apresentar as propostas, que segundo ele, foram definidas por um grupo de sócios do clube.

– Essa semana ainda nós vamos marcar uma reunião com o presidente vencedor para entregar as nossas propostas e o nosso programa de gestão. Ali está o que o sócio definiu e tem muita a coisa a ser vista. Será interessante para o Sport, disse ele.

A maior reclamação de Bruno Reis na campanha foi em relação ao patrimônio do clube, que ao seu ver foi abandonado pelo atual presidente. Sobre isso, ele já se mostrou tranquilo e afirmou que a chapa da situação já começou a trabalhar neste quesito.

– Entendemos que o patrimônio do clube ficou abandonado, mas acho que a chapa da situação já compreendeu isso e agora tem algumas ações no sentido do que nós propusemos.

Apesar de não ter admitido a derrota antes que as urnas apontassem o fim da apuração, Bruno Reis se mostrou bastante tranquilo e ciente das dificuldades que encontraria no pleito.

– Nós já notamos desde segunda-feira (que a chapa da situação tinha mais força). É uma dificuldade muito grande porque eles tem um poder financeiro muito maior. Entramos porque os sócios entenderam que nós tínhamos que cobrar. Demos um recado bom. Esse grupo de sócios vai sair vencedor do processo.

Por fim, o candidato derrotado revelou o seu sentimento de alegria pelo fato de a campanha e a eleição ter ocorrido sem nenhum grande problema.

– O sentimento é de alegria por a gente ter feito uma campanha leve e sem agressão. Isso é salutar para o Sport e quem vence essa eleição é o clube. Foi uma festa da democracia.

GloboEsporte.com/Lucas Liausu

0

Atual presidente, Martorelli vence com folga as eleições do Sport

Martorelli eleições do Sport (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)Martorelli festeja ao resultado no salão social da Ilha do Retiro (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

Foi num clima de muita tranquilidade que o atual presidente do Sport, João Humberto Martorelli, venceu as eleições para comandar o clube nos próximos dois anos. A vitória sobre o candidato da oposição, Bruno Reis, foi conhecida antes mesmo do fim da apuração. Com nove das doze urnas apuradas, Martorelli já tinha 1.130 votos contra apenas 187 do outro candidato. Os números finais apontaram 1.825 votos: 1.542 para Martorelli e 276 para Bruno Reis, além de três brancos e dois nulos.

Nas primeiras palavras após a divulgação do resultado, o presidente mais uma vez endossou o sócio como prioridade da sua gestão.

– Nosso foco principal será trazer o sócio para dentro do clube. Somos uma nação de quatro milhões de torcedores, mas só temos cinco mil sócios pagantes. É um quadro que precisa ser reformulado, através de ações de marketing, sociais e culturais. O projeto da arena é outro ponto que precisa ser resgatado – afirmou.

Assim como os dias que antecederam a eleição, a movimentação na Ilha do Retiro nesta terça-feira foi muito tranquila. Os sócios que se deslocaram até o clube para votar não enfrentaram problemas com filas em momento algum. Nem mesmo os inadimplentes que precisaram regularizar a situação para participar do pleito enfrentaram problemas.

À frente do Sport desde o começo do ano, quando Luciano Bivar pediu licença do cargo, João Humberto Martorelli acumulou sucessos dentro do clube. Conquistou o Campeonato Pernambucano que há três anos o Sport perdia para o Santa Cruz e a Copa do Nordeste. Além disso, conseguiu uma boa campanha na Série A, terminando na 11ª colocação.

Para os próximos dois anos, o presidente eleito tem a missão de manter o futebol em alta, além de tocar o projeto de construção de uma arena multiuso na Ilha do Retiro. O projeto estava prestes a ser iniciado, mas o rompimento com o investidor selecionado pelo clube, a Engevix, fez com que o processo desse alguns passos para trás. De positivo, apenas o fato de o clube já ter conseguido todas as licenças com os órgãos competentes para a demolição da Ilha do Retiro e a construção de um novo estádio.

GloboEsporte.com/Lucas Liausu

2

Opinião: de olho na Copa Sul-Americana 2015

Henrique SantosPor *Henrique Santos

O Sport terminou o Campeonato Brasileiro da Série A na 11ª colocação, conquistando o direito de disputar a Copa Sul-Americana 2015, provisoriamente como “Brasil 5”, caso o Leão não avance além da 3ª fase na Copa do Brasil 2015, como prevê o regulamento da CBF. As equipes que avançarem além da 3ª fase da taça nacional, perderão o direito de disputar a competição sul-americana, ou seja, ainda não estão definidos os representantes e seu chaveamento na Copa Sul-Americana.

Nesta terça-feira, dia 16, a CBF realizou o sorteio da Copa do Brasil 2015. Assim, já podemos analisar um possível caminho para que o Sport seja o representante “Brasil 1” no torneio internacional, enfrentando o Brasília (caso não avance além da 3ª fase na Copa do Brasil), campeão da Copa Verde e representante “Brasil 8”.

O Sport caiu na mesma chave do Santos. Isso significa que caso Sport e Santos cheguem até a 3ª fase na Copa do Brasil e o Sport seja eliminado, automaticamente ganharia uma posição a mais na Copa Sul-Americana, pois o Santos atualmente é o representante “Brasil 3”.

A torcida rubro-negra teria que “torcer” para que Grêmio, Atlético PR e Flamengo avancem além da 3ª fase da Copa do Brasil. Vejamos abaixo os confrontos na Copa do Brasil que interessam ao Sport:

E aí, torcedor rubro-negro, dá pra ser o “Brasil 1” na Copa Sul-Americana?

*Henrique Santos é torcedor do Sport, integra o Podcast Rugido do Cerrado e mora em Brasília/DF.

Arte: Henrique Santos

O texto não reflete, necessariamente a opinião do Eu Pratico Sport

2

Eleições: conversamos com o Presidente Martorelli

(Foto: GloboEsporte)
A eleição do Sport já está acontecendo e o Presidente Martorelli conversou com o Eu Pratico Sport e com o site parceiro Canelada F.B. Confira:
1 -Quais os principais projetos (prioridades) da sua chapa?
Martorelli -A maior prioridade é aumentar exponencialmente o número de sócios do Sport. Também temos o incremento da base do futebol, a construção do segundo hotel do CT e a contratação de novo investidor para a Arena.
2- O Sport permaneceu na série A com uma boa campanha. Como fortalecer mais a equipe de futebol para evitar o efeito gangorra?
Martorelli – O Futebol está fortalecido com a base. Trabalho planejado e fundado em categorias de base pode não render frutos imediatos, mas será muito importante para a manutenção do Sport entre os grandes do futebol brasileiro.
3- Tendo em vista o bom rendimento de Oswaldo, Renê, Ronaldo e Joelinton,  quais medidas serão tomadas para fortalecer as divisões de base?
Martorelli – As divisões de base, conforme já assinalei, são prioridade em nosso trabalho.
4 – Como ficará o projeto da Arena?
Martorelli – Estamos tratando com investidores interessados na execução do projeto já aprovado formalmente pela Prefeitura. O cenário macroeconômico não é favorável, mas o projeto é tão bom, que tem despertado muito interesse de vários investidores.
5 – Quais propostas para aumentar a renda fixa do clube?
Martorelli – A principal é aumentar o número de sócios. O Sport não vive de títulos, tem que viver de seus sócios.
6 – O Sport conseguiu um bons patrocínios com a Caixa e a mudança do fornecedor do material esportivo. Que outras ações serão feitas para dar maior visibilidade ao clube e fortalecer a marca Sport?
Martorelli – Iremos fortalecer o departamento de marketing e aproveitar o bom momento para desenvolver diversas ações de divulgação da marca do clube.
7- A Adidas pode viabilizar algum nome para o futebol?
Martorelli – Não tratamos deste assunto com a Adidas.
8- Qual a proposta para o programa de sócio torcedor? Alguma mudança em relação ao atual?
Martorelli – Sim, teremos que fazer várias mudanças. O principal agora, contudo, é implantar um bom sistema para gerir o programa, após o que ele decolará.
9 – O sócio reclama da falta de bares e outras estruturas nos dias de jogos, existe alguma previsão?
Martorelli – Nosso departamento social cuidará de reativar a vida social e cultural do Sport com muita intensidade.
10- Alguma mudança na estrutura da Ilha está projetada para a torcida no que diz respeito aos banheiros e acomodações? (argumentos citados pela oposição)
Martorelli -Cuidaremos com bastante carinho das dependências do Clube e da Ilha.
*O candidato da oposição não respondeu a nenhum contato realizado.
A entrevista contou com a participação de José Henrique do Canelada F.B
1

Podcast #57 – Aqui a turma só fala do Sport

Pod#57

 

 

Olá torcida rubro-negra! Este é o podcast do Sport Club do Recife de número #57.

Neste programa contamos com a participação de Alessandro Matias, Bernardo Moraes, Fábio Brito, Henrique Santos e Jackson Alves.

A pauta? Somente o Sport!

Contatos/Links:

– Alessandro Matias (@alessandromc)

– Bernando Moraes (@bernardomoraes9)

– Fábio Brito (@fabio_do_sport)

– Henrique Santos (@henrique_m_s)

– Jackson Alves (@jfmalves)

 

8

Sport chegou ao máximo que pode pagar por DS87 e empresário quer mais

 

Todos que acompanham o futebol sabem das dificuldades que os clubes estão passando. É “uma regra” o não pagamento de salários, no prazo, no universo do futebol brasileiro. Para se ter uma ideia, apenas Sport, Cruzeiro e o Internacional de Porto Alegre estão mantendo os pagamentos de salários em dia.

De acordo com a negociação, com o empresário de Diego Souza, que está movimentada nos bastidores, o Sport chegou ao máximo do que pode pagar. Segundo informações, o Leão fez uma proposta de R$300 mil, entre luvas e salários, por mês. Essa quantia, se ultrapassada, ficará fora do contexto da realidade dos cofres do clube e também de qualquer outra time da região.