0

Os números do Sport Club do Recife no Brasileirão

Série A 2016 – Cartões Amarelos Sport, Rodada 27

Série A 2016 – Artilharia Sport, Rodada 27

 

Série A 2016 – Tempo Jogado Sport, Rodada 27

 

Via Blog do Números, de Adethson Leite.

 

 

0

A “fama repentina” atrapalhou um pouco as carreiras de Juninho e Fábio na base do Sport

O clube está dando um reforço na preparação de jovens atletas da base.  (Foto: Sport Recife)

O clube está dando um reforço na preparação de jovens atletas da base. (Foto: Sport Recife)

Segundo informações, postadas nas redes sociais, esta semana, alguns atletas da base estariam sendo “boicotados” dentro do Sport. Os garotos, em destaque no assunto, seriam Juninho e Fábio.

Como não poderia ser diferente, buscamos as informações deste possível conflito interno e soubemos que, na verdade, os dois jogadores citados estariam (supostamente) com a “fama”, adquirida repentinamente em recentes competições da base, atrapalhando o desempenho e o comportamento dentro do elenco da base do clube.

Ainda fomos informados que os garotos estão sendo preparados para enfrentar com mais maturidade a “fama” repentina em suas carreiras. Esse preparo também passa pela disponibilidade, desde então, de acompanhamento de psicólogos neste processo.

0

Por Magrão tudo! Elenco jogou para homenagear os 600 jogos do goleiro

 

Sport vence Santos e completa festa dos 600 jogos de Magrão

(Foto: Sport Club do Recife)

Por mais que o torcedor fosse rubro-negro, quem foi para a Ilha do Retiro, ontem, não foi com tanta energia no batalha do gramado neste sábado. Afinal, pelas últimas partidas, e pelos números do certame, o jogo entre Sport e Santos já gritava a dificuldade.

Importante ressaltar a importância da torcida que compareceu e não atrapalhou, em momento algum, com vaias e outras mazelas. Quem foi, vestiu a verdadeira intenção de um torcedor do leão: torcer no bom e no ruim pelo clube.

Os quase 7 mil torcedores têm que receber os sinceros parabéns.

O jogo/Resumão

Mesmo constatando a fraqueza de finalização do ataque do Sport, o time não pode se dar ao luxo de perder tantos gols: teve a vitória nos pés ainda no primeiro tempo. Gols perdidos na frente da barra ou embaixo do travessão fizeram as arquibancadas da Ilha acharam que já tinham assistido “esse filme”.

Paciência com os “pratas da casa”

Ver Everton Felipe perdendo gols fáceis ou errando passes ao lado de Neto Moura não é fácil. Contudo, é bom o torcedor ter mais paciência com eles e outros que apareçam. São pratas da casa e terão altos e baixos no início de suas carreiras. Se for para citar o tanto de jogadores da base que não decolaram, por causa do excesso de cobrança, esse post não terá fim.

Não coabitam no mesmo espaço o pedido de uma base forte, o aproveitamento no profissional e o excesso de cobrança.

Qualidade no passe

Como é bonito de ver o meio de campo Lucas Lima, não? Bem fisicamente, o atleta passeia pelo gramado sem sentir o peso do corpo. No passe, parece um maestro. E pensar que tinha gente que achava ele ruim e lento na Ilha do Retiro, em? Digo: nas arquibancadas.

Bom domingo e use o vermelho e preto com orgulho!

 

0

Os melhores momentos de Sport 1 x 0 Santos

0

Sport: “É esperar que a conversa do presidente Martorelli surta efeito sobre o elenco”

Rogério quer espantar a o Z-4 com vitória sobre o Santos. (Foto: (Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

Rogério quer espantar a o Z-4 com uma vitória sobre o Santos. (Foto: (Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

É esperar que a conversa do presidente Martorelli surta efeito sobre o elenco no jogo de hoje. O Sport enfrenta o Santos, às 18h30, na Ilha do Retiro, e precisa da vitória de qualquer forma.O leão está beirando a zona do rebaixamento com os seus 30 pontos e enfrenta o time paulista que apresenta outro tipo de retrospecto e com pontuação invejável: 45 pontos.

Perder hoje significa dar brecha para o azar e poder perder até 4 posições no certame nacional. É bom destacar que os seus principais rivais abaixo da tabela jogam somente no domingo: Cruzeiro, Vitória, Figueirense e Internacional.

A vitória, se não afasta muito o time da zona do rebaixamento, vai dar mais um gás no intuito de diminuir os pontos necessários para se livrar da degola. É esperar que o time jogue um futebol que ultrapasse e muito o que foi apresentado no último desafio contra o Coritiba, na Ilha do Retiro. Caso contrário, vai ser um aumento de pressão sem tamanho.

Para o jogo de hoje, o leão contará com a volta de Magrão, que volta de suspensão, Ronaldo Alves, que ganhou a posição de Durval, novamente, Rithely recuperado do alto índice de CK e o atacante Rogério, que também está recuperado de contusão.

Provável Sport: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Neto Moura, Diego Souza, Gabriel Xavier e Everton Felipe; Rogério.

Provável Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia, Lucas Lima e Vitor Bueno; Copete e Rodrigão.

Ilha do Retiro, 18h30.

Juiz: Elmo Resende com auxílio de Fabrício da Silva e Leone Rocha (trio de Goiás).

0

Vídeo: Magrão 600 jogos pelo leão

 

0

Opinião: “a moda, de camisas de futebol, já não é a mesma!”

 

Resultado de imagem para FOTOS DA ADIDAS OFICIAIS DA CAMISA PRETA DO SPORT 2016Sempre cobrimos alguns lançamentos de camisas de futebol. Afinal, a moda esportiva sempre foi um setor que movimentou, e movimenta o mercado da bola.

Milhões são investidos em materiais de primeira, em tecnologias de ponta e pontos de venda. Afinal, sem essa retaguarda, a camisa não tem futuro.

O segundo padrão do Middlesbrough 2016/2017, da Inglaterra, segue o mesmo desenho da camisa da seleção da Alemanha, que segue o mesmo padrão da camisa preta do Sport 2016. (Foto: divulgação) 

Olhando ao longo dos anos, a moda esportiva está muito diferente do que se via nos anos 80, 90 e início dos anos 2.000. É lógico que muita coisa mudou para melhor, além do dito no parágrafo anterior, a publicidade é um diferencial das marcas e funcionam como uma onda (que sem bem feita) para persuadir o consumidor.

Nos últimos anos, percebe-se que a produção de camisas de futebol tem perdido o seu fundamento principal: o de vestir adequadamente uma instituição. Antes, um clube como o Sport Club do Recife, por exemplo, tinha dois materiais para que fossem usados de acordo com as necessidades: e só! É simples. Explico… Se o Sport jogasse contra um outro rubro-negro, fora de casa, o time entraria em campo com um material claro. No caso do rubro-negro visitante, o branco. O fundamento principal era de ser útil ao time nos jogos de futebol.

Hoje a ideia na produção de camisas está meio que perdida. Melhor dizendo… Visando o lucro! Vejamos os últimos lançamentos de Grêmio, Sport e Flamengo. O clube gaúcho lançou na semana passada um uniforme que entra no mesmo tom da sua camisa principal. Já no clube pernambucano, o material preto, recém lançado pela sua fornecedora de material esportivo, também fica sem ter a lógica no sentido simples do uso cotidiano nos campeonatos de futebol: entra no mesmo tom da sua camisa número 1 (e não foi o primeiro caso). Os vários exemplos do Flamengo também reforçam este sentido.

Além do contexto bisonho, acima citado, a camisa preta do Sport foi lançada, e logo em seguida já foi meio que descartada: o clube divulgou a sua nova (já perceberam que todas são novas e recém lançadas?) camisa dourada: uma espécie de lembrança da última Copa Libertadores que o leão disputou. É bom destacar que a camisa dourada é linda e competente no seu material utilizado. A nossa crítica segue outros contextos.

A bronca é que o mercado já está dando vários recados que muitos que produzem as camisas não queriam. Um grande exemplo, foi a invasão da torcida do Corinthians na sede do time. Faixas que protestavam contra a campanha do futebol, também protestavam contra o uso abusivo de diversas cores que não são da lógica corinthiana.

Camisa do Grêmio, recém lançada, na mesma tonalidade do uniforme número 1. (Foto: divulgação)

Recentemente, uma rede de material esportivo divulgou uma lista de vendas de camisas de futebol onde aparecia o leão pernambucano na segunda colocação em vendas. Engraçado é que, fora essa lista, o clube não tem mantido o percentual de vendas que o fez ser Top 10 Adidas no mundo. E não precisa ter acesso a certas listas das fornecedoras de materiais esportivos. Basta uma simples pergunta ao vendedor de qualquer loja do ramo. Inclusive da patrocinadora do seu clube, seja qual for.

Além do momento da economia do país, outros fatores colaboram para a caída nas vendas das camisas do Sport e também dos clubes de futebol: excesso de lançamentos, cores fora da tradição dos clubes, a falta de originalidade nas camisas, preços absurdos e, em certos casos, na péssima qualidade e acabamento do material usado por várias marcas.

Está na hora de exigir e de também dar um basta nesta onda “arco-íris” no mundo da moda esportiva. Lançar um manto sagrado, de qualquer clube, tem que ter mais critério e respeito com as tradições de cada agremiação.

Lançar só para vender, é o princípio do fim…

 

 

0

Praticando Sport nos Estados Unidos

14429207_1102999346453289_643881065_nCarlos Santos é uma figura conhecida no Sport. Além de torcedor, é conselheiro do clube e tem parte da sua fama nos bastidores do Sport baseada na força das suas palavras: fala muito (e alto) e é marcador das suas posições.

Em recente viagem de negócios, em Orlando, nos Estados Unidos, ele não perdeu tempo e arrumou uma foto com a camisa do leão. Praticar Sport é importante!

Valeu, Carlos Santos!

0

Ingressos Sport x Santos: o ano de 2017 depende, também, da torcida

Torcedor, faça a diferença e garanta já seu ingresso

Torcedor, faça a diferença e garanta já seu ingresso

O Sport terá um difícil e importante duelo com o Santos, sábado (24), na Ilha do Retiro

Via assessoria de imprensa do Sport Club do Recife*

 

Um time precisa da sua torcida. Em cada passe, em cada chute a gol. Torcedor, vista seu manto, erga sua bandeira, chame os amigos e venha para a casa rubro-negra! Para que nossa torcida esteja presente, neste sábado (24), na partida contra o Santos, os ingressos continuam com preço promocional a partir de R$ 10 (sócios) e seguem até esta sexta (23), véspera da partida. A venda on-line também já está disponível e é mais uma forma do rubro-negro garantir seu ingresso sem sair de casa. Os sócios dos planos torcedor, vermelho e dourado podem garantir seu lugar por meio do check-in.

NOVIDADES NO CHECK-IN
Os sócios que têm o benefício do acesso livre em dias de jogos na Ilha já podem fazer o check-in para a partida. Funciona da seguinte forma: o sócio deverá realizar o check-in no site oficial ou nas bilheterias do Clube. O check in fica disponível até a véspera do jogo nas bilheterias e on-line até meia-noite ou enquanto a capacidade do setor não for esgotada. O novo espaço virtual dos sócios pode ser acessado diretamente pelo site oficial do Clube, o www.sportrecife.com.br, pelo menu de sócios. E não mais pelo www.sportdeverdade.com.br.

HORÁRIOS E PONTOS DE VENDA:
Terça-feira (20), a partir das 8h: apenas check-in.
Quarta-feira (21): das 8h às 18h: check-in, vendas promocionais on-line e bilheterias físicas exclusivamente para sócios, nas bilheterias da Ilha do Retiro.
Sexta-feira (22) das 8h às 18h: vendas promocionais para o público geral e sócios nas bilheterias da Ilha do Retiro e nos demais pontos de venda (para público geral)*.
Sábado (24), das 8h até às 17h: vendas para o público geral, sócios e visitantes nas bilheterias da Ilha do Retiro.

VALORES PARA COMPRA DE INGRESSO ANTECIPADO:

Sociais:
Sócio: R$10

Arquibancada frontal:
Não sócio: R$20
Sócio: R$10

Arquibancada Sede:
Sócio: R$10
Não-sócio: R$ 15

Cadeiras de Ampliação:
Não sócio: R$40
Proprietário: R$20
Proprietário sócio: R$10
Sócio: R$20

Assento Especial:
Não sócio: R$40
Proprietário: R$20
Proprietário sócio: R$10
Sócio: R$20

Cadeira central:
Não sócio: R$60
Proprietário: R$30
Proprietário sócio: R$10
Sócio: R$30

Conselheiro:
Conselheiro: R$10
Conselheiro convidado: R$30

Camarote:
Proprietário: R$30
Proprietário sócio: R$10

Visitante:
Visitante: R$15

VALORES NO DIA DA PARTIDA:

Sociais:
Sócio: R$30

Arquibancada frontal:
Inteira: R$60
Meia: R$30
Sócio: R$30

Arquibancada Sede:
Sócio: R$20
Inteira: R$ 40
Meia: R$ 20

Cadeiras de Ampliação:
Não sócio: R$80
Proprietário: R$60
Proprietário meia: R$30
Proprietário sócio: R$30
Sócio: R$60

Assento Especial:
Não sócio: R$80
Proprietário: R$60
Proprietário meia: R$30
Proprietário sócio: R$30
Sócio: R$60

Cadeira central:
Não sócio: R$120
Proprietário: R$80
Proprietário meia: R$40
Proprietário sócio: R$30
Sócio: R$80

Conselheiro:
Conselheiro: R$30
Conselheiro convidado: R$60

Camarote:
Proprietário: R$80
Proprietário sócio: R$30
Proprietário meia: R$40

Visitante:
Visitante: R$40
Visitante meia: R$20

0

Surpresa no time titular do Sport no coletivo de hoje

Zagueiro Ronaldo Alves foi a preferência do técnico Oswaldo de Oliveira no treino de hoje. (Foto: Sport Club do Recife)

Zagueiro Ronaldo Alves foi a preferência do técnico Oswaldo de Oliveira no treino de hoje. (Foto: Sport Club do Recife)

O primeiro coletivo da semana, visando o jogo do próximo sábado, às 18h30, na Ilha do Retiro, foi realizado hoje. Na movimentação, Oswaldo de Oliveira surpreendeu e colocou o capitão Durval no time de baixo. No seu lugar, escalou Ronaldo Alves.

O time titular foi ao campo de treino com a seguinte formação: Magrão, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney; Rithely, Neto Moura, Diego Souza e Gabriel Xavier; Everton Felipe e Rogério.

No time reserva, Oswaldo de Oliveira escalou: Agenor; Apodi, Oswaldo, Durval e Renê; Serginho, Paulo Roberto e Mansur; Reinaldo Lenis, Vinícius Araújo e Edmilson.

O elenco treina ainda esta semana, visando o jogo de sábado, nesta sexta-feira, no CT rubro-negro.

0

Torcida: clima de decisão com muitos fogos, neste sábado, na Ilha do Retiro

Resultado de imagem para fogos na Ilha do RETIRO

 

Recebemos a sugestão para que o Sport ativasse o clima de decisão nesta fase do Brasileirão 2016, na Ilha do Retiro. Nesta sugestão, de ativação, está a ideia da volta dos fogos de artifício na entrada do time em campo.

De uma informal conversa com amigos, surgiu a nossa conversa com o Presidente Martorelli e com o diretor Arnaldo Barros. Ambos acharam a ideia excelente e encaminharam o pedido para Fernando Halinsky, atual CEO do clube.

Provavelmente teremos o retorno dos fogos de artifício, neste sábado, contra o Santos, na Ilha do Retiro.

0

Vídeo: o Sport precisa de você!

 

%d blogueiros gostam disto: