0

Opinião: quem tem Azevedo não precisa de Neymar

Por Zé Henrique*

Quem tem Azevedo não precisa de Neymar, porque Azevedo já fez gol no Central e Neymar não. Fazer gol no Málaga, no Elche ou naquela cambada de saco de pancada do campeonato espanhol com Messi, Iniesta e Xavi para ajudar é fácil; eu quero ver fazer gol no central com um gramado que mais parece um código de barras e dependendo de assistência de Vítor e Mike. Por isso eu digo e repito: Quem tem Azevedo não precisa de Neymar.

Quem tem Azevedo não precisa de Neymar, porque Azevedo é “intirável”, “insaível”, insubstituível. Não tem Diego Souza, Ibson, Tadeu, Jael, Joelinton, Hugo, Neto Baiano, Sandrinho, Pelezinho, Gilberto, Gilsinho ou Henrique que o faça ficar fora dos 11 durante muito tempo. Não seria um Suarez, um Messi e, muito menos, um Neymar que o colocaria no banco o camisa 11 que chegou para fazer sombra a um certo, e ilustre, Menino da Vila mas não foi jogar no modesto Barcelona, pois teve sucesso na carreira e foi jogar no maior e melhor time do Nordeste Brasileiro: o Sport Club do Recife.

Quem tem Azevedo não precisa de Neymar (foto: site oficial)Foto: site oficial

Quem tem Azevedo não precisa de Neymar, porque jogar na Allianz Arena, no City of Manchester ou no San Siro é “piece of cake” para quem já enfrentou o calor do sertão  pernambucano em jogos contra Salgueiro e Serra Talhada,  já foi a Imperatriz no Maranhão e a Feira de Santana na  Bahia e encara uma viagem pela BR-101 para enfrentar o  Campinense ou o Botafogo-PB.

Quem tem Azevedo não precisa de Neymar porque o nosso camisa 11 por mais dificuldade que tenha em fazer gols tem a cara do Sport; não dá para negar que ele briga o jogo todo, corre, dá carrinho e ser Sport é lutar e batalhar até o fim. Sempre reclamamos com ele quando não faz gol, mas eu aposto com qualquer um que se botar Azevedo com a 11 do Barça ele faz mais gol que o Neymar (tá, nessa eu exagerei).

Quem tem Azevedo não precisa de Neymar porque que tem FA11 pode não ter uma qualidade técnica excepcional, mas tem uma capacidade incrível de cativar técnicos a manterem no time um atacante que marca poucos gols, tendo em vista sua capacidade de marcação. Azevedo é a vanguarda dos atacantes modernos, tendo em vista sua importância maior para compor o esquema tático do que para fazer a função primordial de um atacante: o gol!

O dia que Neymar resolver uns três clássicos da multidões e vencer uma Copa do Nordeste pelo Sport eu repenso meu argumento…

O que seria do futebol sem um pouco de humor e um toque de ilusão? Algo seriamente mais chato do que tentam transfomar hoje em dia!

PELO SPORT TUDO!

Zé Henrique* é rubro-negro, mora em Recife e escreve para o site parceiro Canelada F.B.

O texto não reflete, necessariamente, a opinião do Eu Pratico Sport.

0

Confira as partidas com transmissão de TV neste meio de semana

Rede_Globo_2014

 

As transmissões abaixo referem-se aos canais TV Globo (e suas afiliadas), SporTV e Premiere e estão no horário de Brasília.

 

QUARTA-FEIRA, 04

Copa da França

17h PSG x Monaco
Transmissão: SporTV (com Eduardo Moreno e Roger Flores)

Copa do Brasil

19h30 Capivariano x Caxias
Transmissão: SporTV e PFCI (com Linhares Júnior, Wagner Vilaron e William Machado)

22h Vitória da Conquista x Palmeiras
Transmissão: SporTV 2 (com Jota Júnior e Belletti)

22h Villa Nova-MG x Coritiba
Transmissão: SporTV 3 e PFCI (com Jaime Júnior e Henrique Fernandes)

Campeonato Catarinense

19h30 Figueirense x Metropolitano
Transmissão: Premiere (com André Lino e Paulinho Criciúma)

22h Joinville x Chapecoense
Transmissão: TV Globo para SC (com Giovani Martinello e Rodrigo Faraco) e Premiere (com Paulo Stein e Ricardo Gonzalez)

22h Atlético Ibirama x Criciúma
Transmissão: Premiere (com Antero Neto e André Loffredo)

Taça Libertadores da América

22h San Lorenzo x Corinthians
Transmissão: TV Globo para SP, Regiões Norte e Centro-Oeste, MG, PR, SE, AL, PB, RN, PI e MA (com Cléber Machado, Juninho Pernambucano, Casagrande e Paulo César de Oliveira) e SporTV (com Milton Leite e Maurício Noriega)

22h Internacional x Emelec
Transmissão: TV Globo para RS (com Paulo Brito, Maurício Saraiva e Márcio Chagas da Silva)

Copa do Nordeste

22h Socorrense x Sport
Transmissão: TV Globo para PE (com Rembrandt Júnior, Chiquinho e Wilson Souza)

22h Botafogo-PB x Ceará
Transmissão: TV Globo para CE (com Kaio Cezar e Paulo Cesar Norões)

22h América-RN x Vitória
Transmissão: TV Globo para BA (com Thiago Mastroianni, Darino Sena e Rodrigo Martins Cintra)

Amistoso

22h Flamengo x Nacional-URU
Transmissão: TV Globo para RJ e ES (com Luís Roberto, Júnior e Renato Marsiglia)

QUINTA-FEIRA, 05

Copa da França

17h Concarneau x Guingamp
Transmissão: SporTV 2 (com Daniel Pereira e Ricardo Gonzalez)

Copa de Portugual

17h15 Nacional-POR x Sporting
Transmissão: SporTV (com Roby Porto e Carlos Eduardo Lino)

Sul-Americano Sub-17

20h10 Brasil x Colômbia
Transmissão: SporTV (com Julio Oliveira e André Loffredo)

Taça Libertadores da América

20h15 River Plate x Tigres-MEX
Transmissão: SporTV 2 (com Jader Rocha e Edinho)

GloboEsporte / Rio de Janeiro

0

Sport na comissão de clubes criada pela CBF

 

O grupo formado por Atlético-PR, Atlético-MG, Coritiba, Grêmio, Flamengo, Santos, Sport e Vasco vai debater vários assuntos relativos ao Brasileirão. O intuito é apagar a desconfiança gerada em alguns assuntos: cota de TV, critérios de classificação para os torneios e também a LRFE – Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte.

Contudo, segundo a CBF, as conclusões e definições do grupo só entrarão em vigor no Campeonato Brasileiro de 2016.

0

Líderes nos estaduais, Socorrense e Sport e fazem duelo pelo Nordestão

Diego Souza Sport x Socorrense (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Sport e Socorrense voltam a se enfrentar pelo Nordestão (Foto: Aldo Carneiro / PE Press)

Se ainda não encantaram na Copa do Nordeste, Socorrense e Sport podem se gabar de estarem vivendo um bom momento nos seus campeonatos estaduais. Em Sergipe, o Socorrense-SE lidera o grupo B com 14 pontos conquistados. E em Pernambuco, o Leão vive o mesmo momento e com 15 pontos conquistados sobra no torneio. Nesta quarta-feira, os dois medem forças às 22h diante no Estádio Batistão, em Aracaju, pela 4ª rodada do Nordestão.

Socorrense e Sport voltam a se encontrar duas semanas depois do primeiro confronto. Na Ilha do Retiro, o Leão sofreu, mas levou a melhor e acabou vencendo por 3 a 1. Os sergipanos ainda saíram na frente do placar com um gol de Thiago Orobó, mas Joelinton, Mike e Felipe Azevedo viraram o placar.

No Sport, a vitória é tratada como fundamental para que a equipe enfim se consolide na Copa do Nordeste. O Leão lidera o Grupo B, mas tem apenas quatro pontos, já que só conquistou uma vitória e um empate. A liderança se dá pelo fato de o Sampaio Corrêa ter perdido seis pontos por conta da escalação do volante Curuca de forma irregular.

O Socorrense também entra em campo buscando uma consolidação na Copa do Nordeste. Com apenas dois pontos, os sergipanos buscam a vitória para não deixar o Sport desgarrar na tabela de classificação. Apesar de não estar bem na pontuação, as atuações têm empolgado o torcedor do Siri.

HEADER escalacoes 690 (Foto: Infoesporte)

Socorrense: o técnico Edmilson Santos não divulgou a escalação oficial da equipe, que chegará com uma dúvida na lateral-esquerda. Índio e Saci brigam por uma vaga. O Socorrense deve ter: Emanuel; Ailton, Dácio, Cláudio Baiano e Índio (ou Saci); Denisson, Sandro Miguel, Henrique e Juninho; Tiago Orobó e Joelton.

Sport: Após encarar o Central, no último domingo, em Caruaru, com os jogadores considerados reservas, o Leão enfrenta o Socorrense com a força máxima. O time terá duas novidades. O atacante Felipe Azevedo e o meia Élber entram em campo nas vagas de Joelinton e Danilo, respectivamente. O Leão jogará com Magrão; Vítor, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha e Diego Souza; Élber, Mike e Felipe Azevedo.

HEADER quem esta fora 690 (Foto: Infoesporte)

Socorrense: machucados, Cosme, Daniel Caiçara, Jorginho, Léo e Matheus Paulista são os desfalques para o duelo contra o Sport.

Sport:  o atacante Samuel e o lateral-direito Alex Silva estão machucados e não poderão entrar em campo.

GloboEsporte / Recife

0

Charge: Socorrense x Sport

0

Opinião: só a vitória interessa

(Foto: GloboEsporte.com)

 

Por Henrique Santos*

Sport e Socorrense se enfrentam hoje à noite, 22h, no Estádio Batistão, em Aracaju-SE, pela 4ª rodada do Grupo B da Copa do Nordeste. Pouco antes, às 19h15, Coruripe e Sampaio Corrêa se enfrentam em Alagoas.

O Leão atualmente é o líder da chave, com 4 pontos, após o Sampaio Corrêa perder 6 pontos por escalar um jogador irregular. Coruripe (3), Socorrense (2) e Sampaio Corrêa (-1) completam a classificação.

O Sport precisa da vitória para manter a liderança, sem depender do resultado do Coruripe. Por isso é importante que o rubro-negro faça valer em campo sua qualidade e sua força.

O técnico Eduardo Baptista já confirmou a equipe leonina que vai a campo: Magrão, Vítor, Páscoa, Durval e Renê, Mancha, Rithely, Diego Souza e Élber, Mike e Felipe Azevedo. Visivelmente o time escalado é mais ofensivo e mais leve, com um ataque mais móvel e, finalmente, Diego Souza centralizado. Felipe Azevedo ganha a vaga de Joelinton, merecidamente, e o jovem atacante deve ser preservado neste momento.

Pelo lado da Socorrense, o treinador Edmilson Santos não tem problemas para escalar a equipe, que está liderando seu grupo de forma invicta no Campeonato Sergipano.

A polêmica do dia foi a declaração do treinador rubro-negro, que afirmou que um empate não seria um resultado ruim. Em minha opinião, o empate é um péssimo resultado, principalmente se o Coruripe vencer, pois além de manter a Socorrense ainda com chances, perderia a liderança para o time alagoano, e o próximo jogo do Sport será justamente contra o Coruripe, na casa do adversário. Difícil imaginar uma hipótese em que empatar com a Socorrense seria bom, num bom estádio, com bom gramado, sem pressão de torcida adversária, e com folha salarial pelo menos 10 vezes maior.

Vencendo, o Sport ficará numa situação muito boa, e sem depender de resultados paralelos.

Henrique Santos mora em Brasília-DF e integra o Podcast Rugido do Cerrado.

O texto não reflete, necessariamente, a opinião do Eu Pratico Sport.

0

Opinião: o campeonato interminável

Por Alex Amaral*

Sabe quando você recebe a indicação de um filme daquele seu amigo hipster, adepto do cinema “conceitual e alternativo”, cheio de metáforas indecifráveis? Por uma curiosidade mórbida, você resolve assistir ao filme, mas menos de meia hora depois, já se arrepende com tamanha chatice. Os segundos se arrastam como se durassem horas, até a subida dos créditos finais, e o seu sofrimento parece interminável. Tenho me sentido mais ou menos assim com os jogos do Campeonato Pernambucano.

Pra mim, um resultado normal. Sim, o Central é o atual vice-líder, à frente da dupla Na-Cruz, e jogando em casa fez valer o fator campo. Campo, aliás, cujo estado deplorável tentaram usar como desculpa. Mais uma vez, nenhuma novidade! Nada mais natural do que disputar um campeonato lamentável em gramados lastimáveis.

Entramos com o time reserva e tivemos o azar de tomar um gol espírita com apenas 3 minutos de jogo. Os demais 87 minutos e mais os acréscimos foram uma mistura de sonífero e tortura pra quem assistia. Tão ruim que o melhor do jogo ficou por conta do apelido inusitado do autor do gol da Patativa.

(Foto: Aldo Carneiro – PE Press)

Cá entre nós, eu prefiro a Madonna original. Se alguém discorda, eu recomendo dar uma olhada nesse vídeo:

Eu realmente tenho uma implicância tremenda com a forma de disputa do campeonato estadual. Ela onera demais os clubes, sobrecarrega o calendário, é desestimulante pro torcedor, prejudica o desempenho dos atletas e precisa urgentemente ser revista.

Pra início de conversa, a quantidade de jogos precisa diminuir. A lógica é simples: quanto menos jogos se disputar, mais importância esses jogos ganharão. Cada um deles passará a ser decisivo pra classificação às finais e atrairá mais atenção da torcida.

A minha sugestão é a seguinte:

1ª Fase: disputada durante a Copa do Nordeste, sem os três times que disputam o torneio regional. Pode ser disputada no método dos pontos corridos em turno único ou turno e returno, dependendo da disponibilidade de datas. Os 5 primeiros se classificam para a segunda fase e os 4 últimos disputariam o rebaixamento.

2ª Fase: Após o encerramento da Copa do Nordeste, os três times que disputaram o torneio regional se juntam aos melhores colocados da 1ª Fase para a disputa de um torneio estilo “Copa”. Seriam 2 grupos com quatro equipes cada, seguindo os critérios de classificação abaixo:

GRUPO 1 GRUPO 2 GRUPO REBAIXAMENTO
Campeão ano anterior Vice-Campeão ano anterior 6º colocado da 1ª fase
1º colocado da 1ª fase 3º colocado ano anterior 7º colocado da 1ª fase
3º colocado da 1ª fase 2º colocado da 1ª fase 8º colocado da 1ª fase
5º colocado da 1ª fase 4º colocado da 1ª fase 9º colocado da 1ª fase

 

Os dois melhores de cada grupo se classificarão para disputar as semifinais em jogos de ida e volta. Os vencedores disputarão a final e os perdedores decidirão o terceiro lugar, também em jogos de ida e volta. Os dois piores do grupo do rebaixamento disputarão a segunda divisão no ano seguinte.

Esse é apenas um esboço do que pode se tornar uma adequação do interesse dos clubes e das torcidas aos anseios de CBF, federações locais e empresas detentoras de direitos de transmissão. Seria necessário padronizar os calendários de cada estado e adequar as datas da Copa do Nordeste, mas isso é fácil de resolver.

O mais complicado é garantir uma pré-temporada adequada para um clube grande, caso ele necessite disputar a 1ª fase. Esse problema necessita de uma análise mais precisa das datas disponíveis no calendário.

Agora, inaceitável é submeter os times nordestinos a maratonas de jogos desnecessários, desinteressantes e deficitários. Hoje, disputamos 14 jogos no campeonato pernambucano e mais 12 na Copa do Nordeste. Essa é uma carga muito pesada! A proposta seria reduzir os jogos do estadual para apenas 10, totalizando 22 jogos disputados antes do início do Campeonato Brasileiro. Isso nos colocaria mais próximos da realidade dos clubes do sul/sudeste, que disputam uma média de 20 jogos pelos seus estaduais.

Essa mudança beneficiaria todo mundo. Jogadores teriam menos desgaste e, portanto, menos risco de lesões. Os jogos seriam mais rentáveis para os clubes e redes de TV, já que atraíram mais público nas arquibancadas e no pay-per-view. E nós, principais clientes dessa indústria, contaríamos com espetáculos melhores.

Ao invés de jogos mornos e entediantes como o de ontem, veríamos verdadeiras decisões a cada rodada.

Alex Amaral é rubro-negro, mora no Rio de Janeiro e escreve para o Canelada F.B.

O texto não reflete, necessariamente, a opinião do Eu Pratico Sport.

6

Áudio: Rápidas no Eu Pratico Sport

 

 

 

(Foto: Jean Nunes)

O Rápidas no Eu Pratico é uma resenha com amigos rubro-negros e tem uma única pauta: o Sport! Esse programa teve a participação de Alessandro Matias, Alex Amaral, Henrique Santos e Zé Henrique. O debate pode ser ouvido também no GloboEsporte.com clicando AQUI.

Curta, siga, compartilhe e divulgue. Pratique Sport!

 

 

 

 

0

“Fair Play trabalhista” no Brasileirão 2015

298820814

 

Aconteceu ontem a reunião do conselho técnico da CBF, no Rio de Janeiro, onde a ideia de adotar um “fair play trabalhista” na competição foi aprovada, por unanimidade, pelos  participantes em 2015.

Nesse sentido, os clubes não poderão atrasar salários e terão de cumprir suas obrigações financeiras sob pena de punições que poderão chegar (ao máximo das penas) até a perda de pontos.

A novidade precisa entrar no regulamento geral das competições para poder entrar em vigo no Brasileirão desse ano.

0

Brasileirão: prováveis datas e os jogos do Leão

ESCUDO SPORT

 

A CBF divulgou, ontem, o primeiro turno dos jogos do Brasileirão 2015. O Sport vai estrear em casa contra o Figueirense e termina a primeira metade do campeonato jogando em Campinas/SP contra a Ponte Preta. Confira as prováveis datas e jogos do Leão clicando AQUI.