0

Renovação: Renê bem próximo do final feliz

 

O lateral esquerdo Renê tem sido para o Leão uma das peças mais importantes, da atualidade, para o time. Com um futebol que gira em torno da regularidade, o lateral pode e dever ser tratado como prioridade pelo Sport. Afinal, pela demora do seu representante para renovar com o Sport, deve ter um ou alguns clubes interessados. É o velho e conhecido Leilão.

A “novela” da renovação vem se estendendo desde de abril por conta do representante do jogador. A diretoria do Leão vem, sem medir esforços, neste caso, buscando a solução o mais rápido possível.

O Eu Pratico Sport sempre achou que o atleta seria uma peça para um futuro próximo e que poderia ser melhor trabalhado. Não para o “agora”.

Entretanto, a falta de opções no mercado e a demora em contratar, fizeram, da oportunidade, a melhor arma do jogador.

As negociações estão bem adiantadas e o atleta já aceitou o salário proposto pelo clube. Atualmente a diretoria, do rubro-negro, se concentra em diminuir o valor das luvas pedidas para finalizar a negociação. O contrato previsto é de três anos.

Realmente a pedida das luvas foram altas para o padrão que seria uma renovação de um atleta do nível do Renê. É a velha situação de mercado. Quem tem dois, tem um. Quem tem um, não tem nada. É aceitar ou aceitar.

Foto: Supersportes

Siga o twitter @alessandromc e curta a nossa fan page  Eu Pratico Sport para receber notícias diretamente.

0

Programação de treinos no Leão esta semana é tranquila

ESCUDO SPORT

 

 

Com uma semana mais tranquila, e sem jogos no meio de semana, o Sport já treina pensando no próximo desafio de domingo no Brasileirão. Confira  a programação dos treinos.

Hoje – 15h30 – CT;

Quarta-feira – 8h30 – CT;

Quinta-feira – 8h30 – CT;

Sexta-feira  - 8h30 – Ilha do Retiro;

Sábado – 8h30 – CT;

Domingo – Descanso.

Siga o twitter @alessandromc e curta a nossa fan page  Eu Pratico Sport para receber notícias diretamente.

0

Resenha: o Podcast #48 já está no ar

 

 

Já está no ar o programa de número #48. A melhor resenha rubro-negra para a torcida do Leão. O programa de ontem contou com as participações de Jackson Alves, Henrique Santos, Alessandro Matias, Fábio Brito e José Henrique Mota.

Você pode enviar sempre suas perguntas e ouvir o programa também nos sites Rugido do Cerrado, do Jackson Alves e no Canelada F.B., de José Henrique Mota.

Link:

- Aplicativo da Torcida Leões do Cerrado (Iphone e Android)

Siga a equipe no twitter:

- Alessandro Matias (@alessandromc);

- Fábio Brito (@fabio_do_sport);

- Henrique Santos (@henrique_m_s);

- Jackson Alves (@jfmalves);

- José Henrique Mota (@jhenriquecav).

Siga o twitter @alessandromc e curta a nossa fan page  Eu Pratico Sport para receber notícias diretamente.

 

0

Manchester United anuncia valor errado e tem prejuízo com camisas

Imagem 0

 

Um erro, do próprio  Manchester United, fez com que muitos torcedores do clube comprassem a camisa por um preço bem menor do que realmente é.

Os responsáveis pela página oficial colocaram o valor errado, por alguns minutos, e neste contexto, foram vendidas mais de 4.000. As camisas são vendidas, normalmente, pelo valor de 70  €, cada unidade, e foram repassadas por 22 €.

O impacto do prejuízo é perto dos 250 mil €. A Adidas assinou um contrato de  94.000.000 € por ano e a parceria começa a vingar em 2015.

Siga o twitter @alessandromc e curta a nossa fan page  Eu Pratico Sport para receber notícias diretamente.

1

Hoje tem gravação de podcast e você pode participar

 

Hoje tem mais uma gravação de podcast. Estaremos, logo mais, às 21h, com toda a equipe. O internauta rubro-negro pode enviar sua pergunta ou comentário para ser lido no programa. Pergunte ou comente nesta postagem. Pratique Sport!

Siga o twitter @alessandromc e curta a nossa fan page  Eu Pratico Sport para receber notícias diretamente.

8

Torcida: uma análise de Sport x Atlético MG

durval sport x atlético-go (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

 

 

O clima da partida

 

Sport e Atlético MG se enfrentaram na Ilha do Retiro, às 16h00, com clima bom. Expectativa de um bom público, diferente do jogo contra o Paysandu, pois este era um confronto muito importante, e o Leão aspirava à entrada no G4. E foram 17.575 mil torcedores, para uma renda de R$ 304.320,00.

Pelo lado do time mineiro, o clima estava um pouco tenso devido ao caso Ronaldinho Gaúcho, mesmo a equipe vinda do título da Recopa contra o Lanús.

O Sport homenageou mais uma vez o mestre Ariano Suassuna, com um boneco de Olinda e os nomes dos personagens de Ariano nas camisas dos jogadores. Durval jogou como Severino, personagem de Ariano e seu próprio nome.

 

O desenrolar do jogo

Eduardo Baptista surpreendeu na escalação, principalmente com a escolha do jovem Ronaldo. Ainda manteve Danilo no time, assim, o esquema do jogo contra o Paysandu foi mantido. Pelo lado do Atlético, um falso 4-4-2, onde Guilherme atuava como o falso meia.

O Sport começou forçando o ataque e logo teve chance de gol com Wendell, mas o Galo mostrou sua qualidade e passou a controlar o jogo. Teve uma chance clara com Tardelli cara a cara com Magrão que fez um milagre.

O sistema defensivo apresentou falhas pelo lado esquerdo, onde Renê e Danilo não se entenderam na marcação.

O empate no primeiro tempo em 0×0 acabou ficando de bom tamanho para o rubro-negro. A saída de Páscoa por motivos físicos deu entrada ao jovem Oswaldo.

No intervalo, Eduardo Baptista parece ter dado um puxão de orelhas daqueles. O time voltou ligado e marcando mais forte. O Sport pressionou e conseguiu o que queria, abrir o placar. Durval, o cangaceiro, ou melhor, o Severino de Ariano Suassuna, em mais um lançamento perfeito, ao estilo Gérson Canhotinha de Ouro, deixou Felipe Azevedo na cara do gol, e ele não desperdiçou, tirou de Victor e fez a alegria da torcida. E não parou por aí, Durval como um verdadeiro centro-avante, trombou com a defesa, sofreu pênalti, se levantou, caiu, e mesmo assim conseguiu finalizar, o merecido gol do Severino, Sport 2×0. Após isso, o Sport passou a tocar a bola, as entradas de Willian e Ailton foram para segurar mais a bola, mas não deu certo, o Galo foi para cima, conseguiu fazer um gol de pênalti e por pouco não empata o jogo.

Fim de jogo e uma grande vitória, mesmo sem apresentar um grande futebol. O Sport agora ocupa a 5ª posição na tabela, e está dois pontos atrás do vice-líder Corinthians.

Opinião

 

O atacante Ananias acabou não entrando no jogo novamente. A meu ver, Ananias não só deveria ter entrado como deveria ser titular da equipe. Zé Mário continua não convencendo e Ailton parece uma forçada de barra pra ver se emplaca. Páscoa saiu sentindo dores, o que reforça a teoria de que ele não deveria ter atuado contra o Paysandu.

Vitor deu mais consistência ao lado direito e mais qualidade na saída de jogo. Quando tiver em totais condições físicas, sem dúvidas, tem mais futebol do que Patric para ser titular. Pelo lado esquerdo, Eduardo tem que conversar mais com Renê. Considero como um dos 5 melhores laterais esquerdos da Série A, mas caiu de produção após a Copa do mundo.

Ronaldo atuou bem, o que atesta a inutilidade da contratação de Willian. O Sport ainda não tem o meia que precisa, Zé Mário ainda não mostrou absolutamente nada.

 

Pontos positivos

 

Sexta partida consecutiva na Série A sem derrota, e sétima no total, contando a Copa do Brasil.

Quinta colocação no G4, apenas a 2 pontos do vice-líder.

 

Pontos negativos

 

Mais uma fraca atuação de Zé Mário.

Oscilação preocupante no primeiro tempo. Mesmo o time com vários desfalques, não se justifica a postura.

Henrique Santos é torcedor do Sport, mora em Brasília-DF e integra o Podcast Rugido do Cerrado.

Foto: Globo.com

O texto não reflete, necessariamente, a opinião do Eu Pratico Sport.

Siga o nosso twitter @alessandromc e curta a fan page do Eu Pratico Sport para receber notícias diretamente.

 

 

9

Sport vence o Campeão da Recopa Sul-Americana

 

 

Estampados nas camisas dos jogadores do Sport, os personagens de Ariano Suassuna, que morreu na última quarta-feira, puderam protagonizar mais uma estória. Ela, porém, não veio da pena do escritor paraibano, mas sim das chuteiras de quatorze rubro-negros presentes no gramado da Ilha do Retiro, palco da narrativa deste domingo, pela 12º rodada da Série A.

Chicó, Quaderna e companhia incorporaram em Neto Baiano, Páscoa e outros para produzir a melhor homenagem para Ariano: uma vitória. Mas o resultado de 2×1 não veio sem luta. O Leão teve que se aplicar defensivamente no gramado e tirar cada espaço do Atlético-MG. Mostrou que pode construir uma vitória com base na marcação.

Os gols Felipe Azevedo e de Durval, da Paraíba como Suassuna, escreveram o resultado do jogo a favor do Rubro-negro. Tardelli diminuiu para o Galo, mas não estragou a festa.

Com o resultado positivo, o Leão sobe para a quinta posição provisória no Brasileirão com 21 pontos, ficando a um ponto do G4 da competição. Na próxima rodada, o Sport encara o Figueirense fora de casa, enquanto os mineiros, que estão em 11º com 15, recebem o Atlético-PR.

O JOGO - Ciente de que não poderia encarar uma equipe como o Atlético-MG de igual para a igual, mesmo em casa, o técnico Eduardo Baptista montou o Sport mais precavido dentro de campo. A proposta era clara: tirar espaços do adversário e tentar aproveitar os contra-ataques em velocidade. Para isso, o comandante leonino apostou em Danilo e Felipe Azevedo abertos pela esquerda e direita respectivamente, enquanto Zé Mário ficou com a criação pelo meio.

 

Partida foi pegada durante os 90 minutos

Partida foi pegada durante os 90 minutos

A ideia funcionou em partes no começo do jogo. O Leão fechou bem a defesa e dificultou a vida do Galo nas quatro linhas – o alvinegro mineiro teve mais posse de bola, mas pouco agrediu o goleiro Magrão. O problema é que os rubro-negro pecavam na saída para o contragolpe. Faltava velocidade e mais precisão nos passes. A partida ficou presa no meio de campo porque nenhum dos times conseguiu levar perigo.

Vendo que não iria ‘furar’ o bloqueio do Sport somente com o toque de bola, o Atlético-MG cedeu um pouco de espaço para os donos da casa. Queria jogar uma armadilha para os leoninos e explorar justamente a arma do adversário: os contra-ataques. De início de certo.

O Leão tentou ir mais para cima e deixou buracos atrás, que foram aproveitados pelos visitantes na base dos lançamentos rápidos. O Galo ficou perto de abrir o placar, mas Magrão apareceu como último reduto e salvou os rubro-negros.

No final, festa foi rubro-negra

No final, festa foi rubro-negra

A estratégia dos mineiros de ‘dar corda’ ao Sport, porém, acabou sendo um erro no fim das contas. Isso porque o Leão cresceu na partida e dominou as ações a partir de então. Manteve marcação dura e aproveitou a posse de bola dada. Levou perigo e chegou aos gols com competência. No primeiro deles, Felipe Azevedo recebeu belo lançamento de Durval e não perdoou aos seis minutos do segundo tempo. Festa rubro-negra nas arquibancadas.

O bom momento foi mantido e foi transformado em novo gol aos 23. Desta vez o eleito foi justamente Durval, que aproveitou lançamento na área para ampliar o placar e aumentar a euforia leonina.

Os gols, porém, não mudaram a postura do Sport, que manteve a aplicação defensiva. O que se viu depois foi mais uma aula de como bloquear o adversário, tamanha a dificuldade do Atlético-MG para balançar as redes. A insistência do Galo, no entanto, foi recompensada com um pênalti. Tardelli cobrou, diminuiu, mas não impediu a alegria dos rubro-negros e de Ariano.

Comentários de Thiago Wagner. Via site parceiro Blog do Torcedor.

Fotos: Blog do Torcedor.

 

Ficha técnica:

Sport 2X0 Atlético MG

Ilha do Retiro.

Árbitro:  Thiago Duarte Peixoto com assitÊncias de Vicente Neto e  Fabio Baesteiro (Trio paulista).

Gols: Felipe Azevedo e Durval (S). Diego Tardelli (A)

Cartões:

Amarelos Leonardo Silva (A), Victor (A) e Leandro Donizete (A).

Público de 17.575 pagantes para uma renda de  R$ 304.320.

 

Sport: Magrão; Vitor, Páscoa (Oswaldo), Durval e Renê; Ronaldo (William), Wendel, Danilo e Zé Mário (Aílton); Felipe Azevedo e Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista.

Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Emerson Conceição; Pirre (André), Leandro Donizete, Guilherme e Maicosuel (Dátolo); Jô (Luan) e Tardelli. Técnico: Levir Culpi.

 

 

Classificação atual:

Brasileirão 2014 PG J V SG
Cruzeiro 28 12 9 16
Corinthians 23 12 6 9
Fluminense 22 12 7 9
Internacional 22 12 6 7
Sport 21 12 6 0
Santos 20 12 5 9
Goiás 20 12 5 1
São Paulo 19 12 5 4
Atlético-PR 19 12 5 3
10° Grêmio 19 12 5 2
11° Atlético-MG 15 11 4 1
12° Palmeiras 13 12 4 -7
13° Botafogo 12 12 3 0
14° Criciúma 1 11 12 4 -10
15° Chapecoense 11 11 3 -5
16° Vitória 11 12 2 -3
17° Coritiba 10 12 2 -4
18° Flamengo 10 12 2 -11
19° Bahia 9 12 2 -6
20° Figueirense 7 12 2 -15

 

Siga o nosso twitter @alessandromc e curta a fan page do Eu Pratico Sport para receber notícias diretamente.

0

Torcida do Galo preocupada com o desgaste físico do time

 

O Atlético foi Campeão da Recopa Sul-Americana  e o desgaste da partida foi grande. O que se comenta, em Belo Horizonte, é que o time pode sentir problemas, na partida de logo mais, contra o Leão. Além de problemas físicos, o clima quente, que faz em Recife, preocupa a diretoria e alguns torcedores mineiros.

Já para o técnico Levir Culpi, apesar da difícil partida, nada disso vai ser problema.

“É mais uma situação difícil. tivemos jogo altamente desgastante na decisão de quarta-feira, inclusive com prorrogação, mas os jogadores estão bem.

Acho que estarão recuperados até lá porque, agora, temos dois objetivos, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. Então, a partir de agora, não tem mais sossego.

Vamos jogar contra o Sport agora, aí tem uma semana. Depois disso, será praticamente quarta e domingo até dezembro. Então, preocupa um pouco em relação ao desgaste do último jogo, mas os vejo em boas condições.

Conversamos com o Carlinhos e os atletas e, se alguém estiver sentindo alguma coisa vai falar e pode até ficar de fora.

Vai ser um jogo bem diferente do que foi contra o Lanús, mas, com certeza, com um grau de dificuldade alto porque todo mundo quer jogar bem contra o Atlético”, relatou Levir Culpi, ontem, via assessoria de imprensa, após o trabalhos no CT do Náutico.

O treinamento foi leve e se baseou em uma pequena movimentação tática no gramado.

Estão à disposição do técnico em Recife:

Goleiros: Victor, Giovanni;

Laterais: Emerson Conceição, Alex Silva, Marcos Rocha, Pedro Botelho;
Zagueiros: Réver, Jemerson, Leonardo Silva;
Volantes: Pierre, Leandro Donizete, Josué;
Meias: Dátolo, Maicosuel;
Atacantes:  Guilhereme, Luan, Jô, André, Diego Tardelli.

Fonte: assessoria Atlético MG.

Foto: site Atlético MG.

Siga o nosso twitter @alessandromc e curta a fan page do Eu Pratico Sport para receber notícias diretamente.