0

Quer ganhar uma camisa do Leão? Participe!

 

O site Eu Pratico Sport e a Winner Cursos Profissionalizantes vão sortear uma camisa, do Sport, no próximo dia 23 abril.

Para concorrer, é preciso seguir 4 passos:

1- Curta a fan page do site clicando aqui;

2- Compartilhe em modo público, no seu facebook, a promoção;

3- Marque 10 amigos no compartilhamento da promoção;

4- Clique aqui e em seguida “Quero participar”.

Boa sorte!

Receba as notícias do Eu Pratico Sport no seu seu facebook clicando aqui

Para receber notícias do Eu Pratico Sport no twitter clique aqui

0

Sport 2×0 Náutico: a um empate do compromisso de Eduardo Baptista

A vitória de 2×0 sobre  o Náutico no primeiro jogo da final pelo Pernambucano 2014 dá apenas (numa decisão pode ser muito) a vantagem do empate. O esquizofrênico regulamento do Pernambuco diz que qualquer vitória alvirrubra, mesmo que por 1 gol, leva a decisão para os pênaltis. Esse campeonato é um verdadeiro aborto mental, sem falar na arbitragem pífia. pernambucano

Por falar na turma do apito, o juiz Wilton Sampaio foi bem, mas errou em anular o gol do Náutico.

Ele confiou na marcação de Elan Vieira, um dos raros do quadro local que ainda se salvava de severas críticas.

É inadmissível a quantidade de erros em lances capitais. Léo Gamalho deu cotovelada e não foi expulso; Eweton Páscoa faz gol normal e juiz anula; Marcelinho fez gol, mas juiz anulou.

A sorte é que não comprometeu o resultado. 2×0 ou 2×1, a vantagem seria a mesma.

É fundamental haver uma reciclagem geral, mas além disso a Federação precisa ter mais moral e ser mais técnica e menos política.

Todo erro de arbitragem não pode ser motivo para alguém deixar de apitar ou bandeirar jogo de determinado time. Se um árbitro local estivesse no jogo de ontem estaria sendo crucificado e o presidente do Náutico iria querer vetá-lo dos outros jogos do alvirrubro (como quer fazer com o bandeira).

No que diz respeito ao jogo, O Sport foi superior em todos os aspectos. Eduardo Baptista conseguiu dar unidade e montar um time competitivo (apesar de muito limitado). Até Aílton está rendendo.

Ontem, o camisa 10 fez mais um bom jogo; Renan Oliveira, todavia, mostrou mais uma vez que devia ter ficado em Minas comendo pão de queijo.

O esquema com três volantes tem funcionado por enquanto, mas ainda acho muito limitado. Por mais técnicos que sejam Wendell e Páscoa não tem a criatividade necessária para furar uma retranca que tenha jogadores mais qualificados. Precisa-se urgentemente de outro meia qualificado.

Um meia com mais velocidade já que Aílton é aquele que prende a bola, segura e pensa o jogo. Ainda acredito que Danilo podia ser uma opção mais testada, enquanto outro não vem.

No jogo, tudo funcionou. Os dois laterais jogaram muito bem; Renê me impressiona um pouco mais a cada partida. Desde a saída de Dutra era uma posição carente.

Hoje temos dois atletas muito qualificados e um terceiro, que correspondeu. A lateral direita, por outro lado, ainda carece de mais um jogador. Patric não dará conta sozinho da posição. O camisa 2 vem jogando bem e fazendo gols, mas Série A não é Pernambuquinho.

Neto Baiano é meio time. Imagino se Marcos Aurélio tivesse ficado. Ele estaria fazendo gol de tudo quanto era jeito. Se fazia mesmo com o time destroçado, imagina com um 10 que sabia o que fazer com a bola e tem uma perna direita bem calibrada. Neto Baiano é um atacante como há muito não se via na Ilha do Retiro.

Sport saiu na vantagem e deve ganhar não apenas pelo dever profissional, mas principalmente para calar quem faz de um torneio profissional o quintal de casa e acha que pode manipulá-lo a seu bel prazer, porque nosso treinador falou que ia buscar as duas taças e porque os alvirrubros vão ficar descontrolados.

Por José Henrique Mota.

O texto não reflete, necessariamente a opinião do Eu Pratico Sport.

Receba as notícias do Eu Pratico Sport no seu seu facebook clicando aqui

Para receber notícias do Eu Pratico Sport no twitter clique aqui

0

Sport começa disputa da Série A tentando surpreender equipes que ainda se ajustam

Até onde pode chegar a equipe de Neto Baiano? Foto: Guga Matos/JC Imagem

Até onde pode chegar a equipe de Neto Baiano? Foto: Guga Matos/JC Imagem

A maior competição do Brasil começa neste fim de semana. É a largada para o Brasileirão 2014. São 20 equipes na luta pelo título, por vagas na Libertadores, na Sul-Americana ou até mesmo pela permanência na Série A. O Sport é o representante pernambucano na competição e espera surpreender os rivais neste início de competição. Abaixo, uma breve análise das equipes que estão no Brasileirão:

Mineiros chegam muito fortes neste início de competição

Apesar de continuarem na Libertadores, tanto Cruzeiro como Atlético-MG vêm fortes na Série A. A Raposa, que luta pelo bicampeonato, reforçou ainda mais o seu elenco e pode se dividir entre o Brasileirão e a competição sul-americana. O grande destaque do time azul continua sendo Everton Ribeiro, eleito craque de 2013. Uma possível fraqueza é não ter mais o elemento surpresa neste início de Série A. O Cruzeiro é a equipe a ser batida.

Cruzeiro está vivo na Libertadores. Foto: Cruzeiro

Cruzeiro está vivo na Libertadores. Foto: Cruzeiro

Já o Atlético-MG pode não o mesmo elenco recheado dos cruzeirenses, mas possuem muita qualidade com atletas como Ronaldinho Gaúcho e Jô. O técnico Paulo Autuori mudou um pouco a maneira do Galo atuar e reforçou a defesa da equipe, que sofre poucos gols. Uma possível fraqueza seja o mau momento de jogadores como Diego Tardelli e Ronaldinho. Ainda assim, entra sonhando com o título.

Gaúchos querem voltar a levantar a taça da Série A

As equipes gaúchas podem não ter o favoritismo de Cruzeiro e Atlético-MG, mas também chegam forte na Série A. Campeão estadual com sobras, o Internacional é quem sonha mais alto. Comandados pelo argentino D’alessandro, o Colorado ainda tem o retorno dos jogos no Beira-Rio. A expectativa do time de Abel Braga é lutar pela taça ou pelo menos por uma vaga na Libertadores do ano que vem.

Inter sonha alto. Foto: Internacional

Inter sonha alto. Foto: Internacional

O Grêmio poderia até chegar mais forte na Série A, mas além de se dividir com a Libertadores, tem que superar a derrota sofrida na final do Gaúcho. O destaque é o atacante argentino Barcos, que voltou a marcar muitos gols com a camisa tricolor. Além dele, vale observar o jovem Luan, que vem sendo um dos principais articulares do Grêmio.

Paulistas enfraquecidos depois de muito tempo

Desde 1988, São Paulo não tinha um Brasileirão tão ruim como foi o do ano passado, quando a melhor equipe paulista foi o Santos, que ficou em sétimo. E o cenário não mudou muito para 2014. Os quatro grandes de São Paulo chegam para o início de Série A sem grandes perspectivas de títulos. São Paulo e Corinthians vivem uma reformulação no elenco e são interrogações. A esperança dos tricolores recai sobre o atacante Alexandre Pato, trocado por Jádson com o Corinthians. Curiosamente, o ex-são paulino é o grande nome dos alvinegros, que já não possuem a mesmo força de 2012, por exemplo.

Alexandre Pato é esperança do São Paulo. Foto: São Paulo Oficial

Alexandre Pato (em primeiro plano) é esperança do São Paulo. Foto: São Paulo Oficial

Santos e Palmeiras sãos as equipes mais arrudas dos quatro grandes do estado. Ainda assim possuem suas ressalvas. O Peixe sofre com a crítica da torcida a Leandro Damião, que não engrenou ainda. Já o Verdão vive dúvidas sobre o meia Valdívia, que é muito irregular na temporada.

O interessante em São Paulo mesmo será observar como vai se comporta o goleiro Rogério Ceni, que tem vive sua última temporada como profissional no São Paulo.

Baianos vivem momentos opostos

As duas equipes baianas vivem momentos diferentes para a estreia no Brasileirão. Campeão estadual, o Bahia é quem chega melhor ajustado para a competição. A meta é fazer um papel melhor em relação aos últimos anos, quando brigou pelo rebaixamento. O otimismo é grande no Tricolor de Aço não só pela conquista do Baianão, mas também pela arrumação que o clube vem passando fora dos gramados. O Bahia trocou recentemente de direção e tem a torcida mais perto. Além disso, o elenco é melhor qualificado com nomes como o jovem Anderson Talista e o meia Maxi Biancucchi, que curiosamente estava no Vitória em 2013. Um possível ponto fraco é o ataque que não faz muitos gols.

Baianos possuem sonhos diferentes. Foto: Bahia Oficial

Baianos possuem sonhos diferentes. Foto: Bahia Oficial

Já o Vitória pode-se dizer que dormiu no ponto depois da bela campanha na Série A do ano passado, quando ficou em quinto. O Leão da Bahia perdeu seus melhores jogadores e demorou para repor as peças. O reflexo disso foi na queda do nível técnico da equipe. Para piorar a situação, o rubro-negro perdeu o principal jogador, o meia Escudero, que está lesionado e só volta no segundo semestre. A vida não será fácil para o Vitória.

Catarinenses esperam zonas intermediárias

Três são os representantes de Santa Catarina no Brasileirão – Chapecoense, Figueirense e Criciúma. Do trio, o Figueirense é quem aparece como a melhor equipe. O Figueira chega empolgado pelo título do Catarinense e pela evolução da equipe. Um possível problema é o grupo reduzido. O experiente Marcos Assunção é o motor do alvinegro, que espera não ter que lutar contra o rebaixamento.

Criciúma ainda se ajusta. Foto: Criciúma Oficial

Criciúma ainda se ajusta. Foto: Criciúma Oficial

Chapecoense e Criciúma são interrogações para a Série A. O time de Chapecó volta para a elite do futebol brasileiro depois de muito tempo afastado (jogou o Brasileirão apenas no fim da década de 70) e vem com uma proposta modesta e clara: não cair. Para isso, aposta em uma fórmula que trouxe sucesso em anos anteriores: manteve a base que vem dando bons frutos para o clube e contratou jogadores pouco conhecidos no cenário internacional. O goleiro Lauro, ex-Internacional é o jogador mais conhecido. A política da Chapecoense é completamente a oposta do Criciúma, que trouxe medalhões para o grupo de 2014. O interminável Paulo Baier é o craque do Tigre. Nomes como o volante Martinez (ex-Náutico) e o lateral-esquerdo Cortêz (ex-São Paulo e Benfica). Ainda assim, o Criciúma precisa se ajustar muito para não fazer feio. Fez um Estadual ruim e sofre com a falta de um matador. Cristiano, que foi destaque do Paranaense pelo Londrina é a esperança do Tigre.

Cariocas não esperam muito do Brasileirão

Assim como os paulistas, os times do Rio de Janeiro não estão muito otimistas para a Série A. Botafogo e Fluminense são as equipes que mais preocupam. O Fogo fez uma péssima campanha no Carioca e foi eliminado da Libertadores ainda na primeira fase. O alvinegro sofre com problemas de salários atrasados e boatos de que os jogadores não se dão bem. Outro problema do Botafogo é a falta de um atacante que faça gols, tanto que Emérson chegou para ocupar essa vaga. A situação é muito similar a do Fluminense, que vive problemas fora das quatro linhas com o atrito entre a direção e o principal patrocinador: a Unimed. Além disso, há o desgaste do clube por conta da permanência do Flu na Série A na base do tapetão. O destaque é o atacante Fred, que em forma leva perigo para qualquer defesa.

Flamengo de Alecssandro é o melhor carioca. Foto: Flamengo

Flamengo de Alecssandro é o melhor carioca. Foto: Flamengo

O Flamengo é quem vive uma situação mais tranquila em relação aos rivais. Ainda assim, isso não significa muito já que o rubro-negro não tem grandes esperanças de brigar pelo título. O elenco é reduzido e não teve grandes reforços. O Urubu vai apostar em atletas desconhecidos e torcerá para dar certo. Hernane e Alecssandro são os destaques.

Paranaenses começam a Série A precisando de ajustes

Os paranaenses não possuem muitos motivos para otimismo na Série A. Tanto os torcedores de Coritiba como os do Atlético-PR estão receosos com o momento de seus times. Quem mais preocupa é o Furacão, que se desfez do time da Libertadores e está apostando em atletas jovens. O Coxa está um passo na frente, mas sofre com problemas de comando. O técnico Celso Roth chegou para o Brasileirão com a esperança de arrumar o time, que sofre com lesões. O destaque ainda é o meia Alex, que vive sua última temporada como profissional.

Coritiba vem com novo técnico, Celso Roth. Foto: Coritiba

Coritiba vem com novo técnico, Celso Roth. Foto: Coritiba

Goiás vem como candidato forte ao rebaixamento

Uma equipe que provavelmente começa a Série A como forte candidata ao rebaixamento é o Goiás. O time esmeraldino perdeu a final do Goiano para o Atlético-GO e trocou de técnico – saiu Claudinei Oliveira e entrou Ricardo Drubscky. O elenco também não é dos mais fortes e a diretoria não possui muito dinheiro para investimento. A situação está muito complicada no Goiás.

Sport busca surpreender

Campeão da Copa do Nordeste e finalista do Pernambucano, o Sport tenta surpreender os rivais neste início de competição. Para isso, aposta em um time já arrumado e com uma defesa muito forte. Uma possível fraqueza é falta de um meia tanto para o time titular como para a reserva – Aílton ainda não inspira tanta segurança. O prognóstico inicial é que o Leão fique pelo menos nas posições intermediárias neste começo de Brasileirão.

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Thiago Wagner via site parceiro Blog do Torcedor.

Receba as notícias do Eu Pratico Sport no seu seu facebook clicando aqui

Para receber notícias do Eu Pratico Sport no twitter clique aqui

0

LBF: ao Basquete feminino, do Sport, só a vitória interessa

 

 

 

 

Hoje as meninas do Sport enfrentam, pela Liga de Basquete Feminino, às 13h, no Ginásio Marcelino Lopes, a Americana. O Sport precisa da vitória para forçar um terceiro jogo contra as paulistas. No jogo anterior, a partida foi vencida pela Americana por 62 x 55.

Pouco se tem a esconder sobre o estilo de jogo e qualidades das duas partidas. Pensando nisso, o técnico rubro negro relatou: “As mudanças podem ser pontuais.Um posicionamento, uma jogada diferente, um plano de jogo mais elaborado. Mas mudar equipe ou mesmo a forma de atuar por completo não deve acontecer”.

A entrada é gratuita. Não viajou? Ficou em Recife? Então siga para o Sport e leve a sua camisa.

Imagens: Tv Jornal.

Receba as notícias do Eu Pratico Sport no seu seu facebook clicando aqui

Para receber notícias do Eu Pratico Sport no twitter clique aqui

 

2

O quê 2014 lembra o ano 2000?

O ano era 2000. O Sport começou cambaleando. Trouxe Celso Roth como treinador, o time começou o Nordestão muito mal, chegou a perder do Náutico e do Poções da Bahia em plena Ilha do Retiro. Necessitava de 4 vitorias seguidas para se classificar. Conquistou, se classificou e acabou sendo campeão, mesmo com Celso Roth no comando. Ainda na turbulência, o Sport foi eliminado na Copa do Brasil pelo América de Natal.

 

Adriano foi um dos destaques das excelentes campanhas em 2000

 

Após maus resultados no estadual, com futebol muito pobre, Roth foi demitido e o Sport contratou Emerson Leão. O time mudou da água para o vinho, foi campeão Pernambucano com brilho, jogando um futebol refinado, e quase sagrou-se campeão da Copa dos Campeões, sendo vice-campeão frente ao Palmeiras.

No Brasileirão, o Sport apresentou o melhor futebol do país e terminou a fase classificatória em 2.º, mesmo poupando titulares na última rodada, Nildo que não fora poupado teve lesão séria no jogo contra o Santos.

Agora o ano é 2014, o Sport começou cambaleante sob o comando de Geninho, após a troca de treinador, Eduardo Baptista assumindo o comando da equipe, o time mudou, não dá pra dizer que já temos o vinho, mas conquistou de forma incontestável o Nordestão e está caminhando para ser campeão estadual também.

Campeão da Copa do Nordeste 2014

Campeão da Copa do Nordeste 2014

Para quem não valoriza esses 2 títulos, lembro que no célebre ano de 2000 foram as únicas conquistas daquele time.

Henrique M. Santos, é torcedor do Sport e reside em Brasília-DF.

O texto não reflete, necessariamente, a opinião do Eu Pratico Sport.

Receba as notícias do Eu Pratico Sport no seu seu facebook clicando aqui

Para receber notícias do Eu Pratico Sport no twitter clique aqui

1

Confira a lista dos concentrados para o jogo contra o Santos

298820814

 

O Leão vai começar a maior batalha do ano neste domingo, na Vila Belmiro, contra o Santos, às 16h. É o início do Brasileirão e o elenco, rubro-negro, já está concentrado para a batalha.

São vinte atletas concentrados. Confira a lista:

 

1- Ailton;

2- Ananias;

3- Augusto;

4- Danilo;

5- Durval;

6- Erico Júnior;

7- Felipe Azevedo;

8- Ferron;

9- Leonardo;

10- Magrão;

11- Neto Baiano;

12- Oswaldo;

13- Ewerton Páscoa;

14- Patric;

15- Renan Oliveira;

16- Renê;

17- Rithely;

18- Rodrigo Mancha;

19- Saulo e

20- Wendel.

Receba as notícias do Eu Pratico Sport no seu seu facebook clicando aqui

Para receber notícias do Eu Pratico Sport no twitter clique aqui

0

Torcedores do Internacional, de Porto Alegre, serão eternizados no novo Beira-Rio

 

 

Foi lançada esta semana uma ação no internacional, de Porto Alegre, em que o torcedor poderá colocar o seu nome na Arena Beira-Rio.

Os valores vão de R$ 120 para os sócios até R$ 990 para não sócios. Neste contexto, o comprador do tijolo vai escolher onde quer que ele seja fixado.

O projeto é chamado de “Seu nome no Gigante” e tem como reverência os anos 60 do clube. Neste período, o clube fez uma campanha para que torcedores doassem materiais para as obras do José Pinheiro Borda.

 

 

Receba as notícias do Eu Pratico Sport no seu seu facebook clicando aqui

Para receber notícias do Eu Pratico Sport no twitter clique aqui

 

2

Podcast número 28: feriadão também é o momento de escutar o seu programa exclusivamente rubro-negro

 

 

 

 

O podcast é organizado e produzido pelos sites Eu Pratico Sport, Rugido do Cerrado e o Canelada F.B. Ontem o programa contou com a participação de Jackson Alves (@jfmalves), Henrique Santos (@henrique_m_s), Alessandro Matias (@alessandromc) e Fábio Brito (@fabio_do_sport).

Além de ouvir, aqui no Eu Pratico Sport, o rubro-negro pode escutar e baixar, a resenha, em outros links. Veja como:

Na fan page do site Eu Pratico Sport  – Clique aqui 

Você pode baixar o podcast em qualquer computador assinando nosso feed RSS (feeds.feedburner.com/RugidoDoCerrado).

Se usa iPhone, iPod ou iPad, também já pode assinar o Rugido do Cerrado no iTunes!

No smartphone ou tablet com Android, recomendamos a utilização do app BeyondPod (gratuito) ou do PocketCasts (pago) para assinar o feed. Procure por Rugido do Cerrado, assine o feed e aproveite!

Curta e não deixe de comentar através do formulário listado abaixo ou ainda através de nossos canais: Site oficial, TumblrTwitterFacebook e e-mail.

 Trilha sonora do podcast: Jack Johnson – In Between Dreams (2005)

Baixe aplicativo da Torcida Leões do Cerrado (Iphone e Android) –Clique aqui.

Links:

- Eu Pratico Sport (Editor Alessandro Matias) – Clique aqui e curta a Fan page

- Blog Canelada (José Henrique Mota) – Clique aqui.

Matéria sobre a repercussão internacional da campanha “Saudações rubro-negras”.

Receba as notícias do Eu Pratico Sport no seu seu facebook clicando aqui

Para receber notícias do Eu Pratico Sport no twitter clique aqui