0

Adidas: CT do Fluminense é assaltado e ladrões levam 10.200 camisas de um modelo inédito do clube

O modelo das camisas roubadas

 

O Ct do Fluminense foi assaltado no último sábado e os ladrões levaram cerca de 10.200 camisas do clube. O problema, para os ladrões, é que as camisas são de um modelo inédito com o antigo fornecedor de material esportivo.

A grife alemã pretendia lançar o novo modelo ainda este ano e com a mudança de patrocinador, as camisas estavam sem destino. Assim, quem estiver vendendo ou usando, um das peças roubadas, será interrogado pela polícia.

0

Vídeo: mesmo com uma arbitragem duvidosa, torcida do Sport fez o seu papel

 

 

 

Apesar da arbitragem, a torcida do Sport foi ao Arruda e fez o seu papel. Domingo não será diferente: é lotar a Ilha do Retiro e apoiar o time.

0

Ilha lotada: saiba quais setores ainda restam ingressos para a decisão de domingo

Torcida do Sport deve lotar a Ilha do Retiro. (Foto: Jean Nunes)

Torcida do Sport deve lotar a Ilha do Retiro. (Foto: Jean Nunes)

A decisão entre Sport x Santa Cruz, no próximo domingo, está dando o que falar. Se nos bastidores a resenha ainda é grande com referência a arbitragem e a FPF, nas vendas dos ingressos também.

A procura por bilhetes e a confiança da torcida do Leão é são dois pilares dessa decisão na Ilha do Retiro. Os setores de arquibancada central, da arquibancada lateral e sócios para sociais estão esgotados. Ainda restam os ingressos para as cadeiras centrais e laterais, e sócios para estes setores.

 

2

Arbitragem pernambucana: vergonha!

1

Opinião: “a torcida que não sabe perder”

Ano que vem é nosso!

Parabéns aos campeões do Nordeste. Aguardem o carimbo na faixa. (Foto: Ricardo Fernandes /DP)

 

Por Alex Amaral*

Domingo, um grande rival nosso se sagrou campeão da Copa do Nordeste pela primeira vez. Após vencer o campeonato da terceira divisão nacional (2013), o título nordestino deles se configura como a maior glória alcançada na história daquele clube. A torcida deles se junta agora à de clubes como Ceará, Campinense e América-RN com um título da competição que era prioridade dos grandes times nordestinos, como Bahia, Sport e Vitória.

A campanha deles na fase final, na humilde opinião desse que escreve, foi impecável. Vencendo Bahia e Ceará fora de casa, eles se qualificaram para decidir o título contra o Campinense. Na final, seguiram a cartilha do mata-mata, venceram em casa e empataram fora. Título, festa da torcida, cobertura da imprensa local, tudo dentro da normalidade.

Mas algo me chamou a atenção desde ontem, quando fui acompanhar o jogo pela TV e pelas redes sociais. Percebi uma preocupação intensa da torcida do Sport com esse título dos adversários. Eu entendo que o Sport não pode se contentar com pouco numa competição regional e o objetivo nunca pode ser menor do que estar na final e ser campeão. Porém, o coro dos insatisfeitos pelo fato do rival ter sido campeão me pareceu ainda maior do que o barulho que se fez quando fomos eliminados.

O que mais se via nas timelines era a torcida rubro-negra reclamando da diretoria por conta dos erros de planejamento, dos contratos equivocados, do pseudo-técnico que deixava o auxiliar comandar o time em seu lugar, dentre outras chorumelas. E a última novidade é um tal balanço financeiro no vermelho. Sim, todas as reclamações são válidas, mas associá-las à vitória de ouro time é de uma infantilidade tremenda.

Isso só demonstra que o novo perfil do torcedor, aquele que se limita a acompanhar o time pelas mídias sociais, não passa de um peso pro clube. Nossa torcida precisa entender que, ao contrário do que o Facebook nos mostra, a vida não é um amontoado de lembranças felizes e de selfies sorridentes que rendem milhares de curtidas. A vida (assim como o futebol) se faz também dos momentos de derrota e isso subentende a vitória alheia. No futebol, aprendi desde cedo que a zuêra oscila de lado a cada segunda-feira e que essa é a grande graça do esporte.

Por isso, vamos nos dar o respeito, né? Vamos encontrar nosso colega de trabalho hoje e dizer:

“Parabéns pelo título, cara! Te vejo na quarta.”

Alex Amaral é rubro-negro, mora do Rio de Janeiro e é membro do Podcast Rápidas No Eu Pratico Sport.

O texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Eu Pratico Sport.

 

1

Mistério desvendado: ingressos de Sport x Santa Cruz foram repassados para uma torcida organizada coral

 

(Foto: seleção do Rádio)

Clássico em Pernambuco sempre tem uma novela. E o do próximo domingo não seria diferente. Diretorias de Santa Cruz e Sport estão desde o início da semana acusando um ao outro pelo sumiço de ingressos para o setor onde ficará a torcida do tricolor.

De um lado, a diretoria do Santa Cruz diz que a diretoria do Sport escondeu vários ingressos. Do outro, a diretoria do Sport diz que revendeu os ingressos lá no Arruda para a torcida visitante. Só para situar o amigo leitor, a venda de ingressos para um jogo de futebol é de inteira responsabilidade do time mandante.

“Engraçado” é que hoje chegou a informação de que o Sport, de fato, levou os ingressos com os seus funcionários para que fossem vendidos nas dependências do Arruda. A bronca é que soubemos que uma pessoa ligada ao Santa Cruz comprou cerca de 2.400 ingressos, aproximadamente, e repassou para uma torcida organizada do clube. Este é o mistério que estava para ser desvendado.

Portanto, os ingressos, de fato, foram vendidos, e alguém ligado ao clube tricolor repassou, gratuitamente, para torcedores componentes de uma grande torcida organizada do clube.

0

O Sport tem que entrar com a vontade, raça e o queixo em pé do menino Patrick, do Sub-17

Sub-17: Sport elimina Flamengo e está nas semifinais

(Foto: Sport C.R)

 

Fazia tempo que eu não via um atleta no Sport jogar com a desenvoltura de um exímio jogador do Leão. Falo da vontade, garra, do não achar bolas perdidas e, principalmente, com o queixo em pé. Esse último com a mensagem subliminar de “sou Sport, sou maior!”.

Longe de mim dizer que o garoto Patrick, do sub-17, tem que ir para o departamento de futebol profissional correndo, mas confesso que está faltando gente com esse espírito dentro do clube, e faz tempo, seja no futebol, no administrativo, no marketing ou mesmo na portaria. Onde você achar que deve.

Hoje o time entra para enfrentar o Santa Cruz. Aquele time que fez mais coisas no futebol nos últimos tempos do que o Náutico fez em 45 anos de vida. Um clube com pouca grana, de torcida com poucas condições financeiras, mas que sabe chegar na hora de valer um título.

E é com esse time que eu queria que a turma do futebol profissional entrasse hoje, com o espírito de Patrick: de carrinho, passando pela raiva de perder uma bola, fazendo gol e, por último, sem ligar se vai sair machucado pelo forte esforço físico no desafio.

Fui convocado para treinar no profissional do Náutico certa vez. Era um sábado, pela manhã, e somente iriam fazer um rachão, desses que o elenco leva na onda. Minha sorte foi ter um técnico e amigo que me chamou no canto e disse: “Matias, é rachão… Mas se não der na técnica, encare na vontade. Hoje é o seu dia!” Talvez ele nem se lembre do apoio que me deu naquela época. Entrei com tanta vontade, além da técnica, que a turma reclamou. Disputava as bolas, literalmente, como um Patrick do sub-17: com fome de bola.

Obrigado, professor, Charles Muniz! Obrigado por ontem, Patrick!

Em tempo: venci o rachão e fiz dois gols.

0

Gostou do Telegram? Então se liga no canal oficial do site Eu Pratico Sport

 

Se tem uma coisa que foi boa para a população, foi o bloqueio do aplicativo Whatszap. Com ele, descobrimos que tem um novo canal para dialogar com o torcedor do maior do Nordeste: o Telegram

Gostou do Telegram? Então se liga no nosso canal oficial. Basta clicar no link e entrar no nosso Canal: Clique Aqui.

0

Vídeo: o Campeão Brasileiro de 87 vence o Flamengo pela Copa do Brasil Sub-17

 

0

Conversamos com o Dr. Cléber Maciel sobre Túlio de Melo

(Foto: Sport Recife)

 

A decisão do Campeonato Pernambucano começa amanhã, e a torcida está com o pé atrás para saber se conta ou não com o reforço de Túlio de Melo nos jogos decisivos da competição.

Ainda nesta semana, o atleta foi poupado dos treinamentos por causa de dores surgidas, normalmente, por treinamentos em um atleta que vem de uma parada nos treinamentos.

Em virtude dessa dúvida da torcida, e sabendo que o atacante é peça fundamental nos próximos jogos, conversamos hoje com o Dr. Cléber Maciel, um dos médicos do competente departamento médico do Sport, sobre o jogador:

“O atleta treinou sábado e domingo com muita intensidade , com isso é normal haver alguns incômodos até pelo tempo que o jogador passou inativo. Assim, a programação foi focada na parte física ontem, e hoje retornar aos treinos para ir para o jogo. Examinarei o Túlio de Melo ainda na tarde de hoje, mas espero que a programação seja concluída para o atleta seguir os trâmites normais no elenco.” Concluiu o Dr. Cléber Maciel ao site EPS.