COMPARTILHAR

Sport está há oito rodadas sem saber o que é vitória no Brasileirão. (Foto: Sport Recife)

 

A partida da total inoperância e falta de criatividade do Sport. Diante do São Paulo, o time pernambucano foi presa fácil e viu a derrota por 3×1 no lucro pelo que não foi produzido. Após o acúmulo de mais uma partida sem vencer, a zona do rebaixamento está cada vez mais próxima e o drama só aumenta a cada rodada. No sábado, o Sport visita o Santos para saber se entra ou não, no Z-4 do Brasileirão.

Os dez primeiros minutos foram de equilíbrio no jogo. A partir daí, o São Paulo tomou a partida para si com perigosos avanços pelos lados e rápidas triangulações que deixavam o time de Claudinei Oliveira sem reação. Embora a formação com três volantes, brechas eram cedidas a todo instante pela falha marcação. Até que, aos 30 minutos, em uma saída errada de Gabriel, Everton lançou Diego Souza, que marcou o primeiro do time visitante.

Depois do gol, o que já era complicado, ficou ainda mais. Agora, a proposta devia partir dos pés rubro-negros na busca pelo empate. Com nenhuma chance clara de gol. Porém, coube ao Tricolor Paulista segurar o resultado até o final da primeira etapa.

Para o segundo tempo, Claudinei Oliveira acionou Rogério e Morato, nas vagas de Ferreira e Rafael Marques. Assim como no primeiro tempo, o Sport começou equilibrado, porém, o São Paulo tratou logo de liquidar o resultado. Aos 7 minutos, Rojas passou para Nenê que não perdoou e marcou o segundo para os são-paulinos. Do minuto do gol até os instantes finais de partida, o São Paulo administrou a vantagem adquirida.

Aos 41, Marlone diminuiu o marcador na Ilha, após cobrança de falta desviada na barreira montada por Sidão. Entretanto, Santiago Tréllez pôs o último prego na tampa do caixão rubro-negro. Fim de jogo: Sport 1 x 3 São Paulo. Derrota da rodada foi o estopim para o pedido de saída de Claudinei Oliveira.

Pratique Sport com a gente!