COMPARTILHAR

(Foto: Williams Aguiar/Sport)

 

Argentinos são tetracampeões da Libertadores e já têm o convite oficial em mãos

 

Por Lucas Araújo – @_lucasaraujo98

Homenageando em seu nome um ilustre rubro-negro e promovida pelo Sport desde o ano de 2015, a Taça Ariano Suassuna acontecerá de maneira atípica em sua edição de 2019. Nas quatro vezes anteriores em que foi realizada, a competição ocorreu no início da temporada, como uma forma de apresentação do elenco ao torcedor leonino. Porém, desta vez, sobretudo, devido à situação de urgente reorganização enfrentada pelo clube no início do ano, será feita no meio da temporada, durante a parada para a Copa América.

De acordo com o diretor de futebol Nelo Campos, o Vitória Guimarães de Portugal foi um clube procurado pelo Leão para o evento, o que seria o primeiro adversário europeu. No entanto, o negócio não foi para a frente e a bola da vez agora é o argentino Estudiantes, tetracampeão da Libertadores, que já tem o convite oficial em mãos.

o Sport venceu todas as quatro edições do torneio

 

(Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

Sport tem histórico vencedor na disputa

A primeira edição foi a de maior sucesso. Após uma boa temporada em 2014, o Sport recebeu, em 2015, o tri campeão mundial Nacional-URU, na Arena de Pernambuco, que ainda era um estádio com o fator novo para a torcida rubro-negra. Em campo, o time correspondeu e foi campeão vencendo por 2×1 diante de mais de 22 mil torcedores, com gols do estreante Samuel e do remanescente Danilo. Ainda no primeiro tempo os visitantes diminuíram, mas a vantagem foi administrada pela equipe reserva que atuou no segundo tempo e assegurou a vitória.

Em 2016, o palco mudou. A Ilha do Retiro recebeu o duelo contra o Argentinos Juniors, vencedor de uma Libertadores, e teve um público com mais de 8 mil pessoas para assistir a primeira apresentação do elenco montado por Paulo Roberto Falcão e Thiago Gomes. Um time repleto de novidades em relação ao ano anterior. Nomes que estavam fora do futebol brasileiro como Mark Gonzáles, Túlio de Melo, Henriquez, Lenis e Maicon, apostas como Christianno e Luís Gustavo, além de oportunidades para atletas da base como Everton Felipe – que voltava de empréstimo – Fábio e Wallace formavam um time bastante mesclado que despertava a curiosidade do torcedor. Mais uma vez a vitória foi pernambucana, desta vez pelo placar de 2×0 construído por Everton Felipe e Túlio de Melo ainda na primeira etapa.

Resultado de imagem para TAÇA ARIANO - FOTO SPORT

(Arte: Sport)

Depois de um ano de muito sufoco, em 2017, o Leão recebe na Arena de Pernambuco, diante de mais de 7 mil torcedores, o The Strongest, então atual campeão boliviano. O grande atrativo para a torcida era a montagem do elenco mais caro da história do clube, que em sua primeira apresentação diante do torcedor ficou no empate em 1×1 no tempo normal, mas levou a melhor na disputa de pênaltis e sagrou-se tricampeão. Rithelly foi o autor do gol no tempo normal. Já nas penalidades, o goleiro Agenor foi quem ajudou a garantir a conquista defendendo um pênalti. Magrão havia sido substituído no intervalo junto com o time titular.

Em 2018, a edição de menos prestígio. O oponente desta vez era o Atlético Tucuman, clube ascendente da Argentina, que disputava a Libertadores e vivia o melhor momento de sua história na elite nacional, mas que era desconhecido de boa parte do público brasileiro e pernambucano. Como os problemas financeiros estouraram entre o fim de 2017 e o início de 2018, o número de contratações foi reduzido e não haviam muitas estreias para atrair a torcida, o que justificou a presença de apenas 4 mil rubro-negros na chuvosa tarde de domingo na Ilha do Retiro. Em uma partida de pouquíssima inspiração dos dois lados, Sander e Thomás fizeram os gols da vitória por 2×0 que selou o tetra.

Pratique Sport com a gente!