COMPARTILHAR

Treino – 05/06/2019

Leoninos estão preparados para enfrentar o CSA. (Foto: Sport Recife)

Na partida de hoje, pela Taça dos Campeões, o Leão pode perder por até um gol de diferença diante de ‘‘freguês’’ histórico para ser campeão

 

Lucas Araújo – @_lucasaraujo98

Na finalização da pausa para a Copa América, e se preparando para o retorno do Campeonato Brasileiro, Sport e CSA realizam nesta quarta-feira, no Rei Pelé, a partida de volta da amistosa Taça dos Campeões, após uma vitória pernambucana por 3×1, no jogo de ida. Com o resultado conquistado em Recife, os leoninos podem perder por até um gol de diferença que voltam para casa com a taça em mãos.

Além da vantagem conquistada com o triunfo na Ilha do Retiro, os rubro-negros entram em campo com uma grande diferença de vitórias no retrospecto geral dos duelos entre Sport e CSA. Ao longo da história os dois clubes se enfrentaram 55 vezes, com 36 vitórias do Leão, 13 do Azulão e 6 empates.

Na década atual, as equipes se enfrentaram em duas ocasiões válidas por jogos oficiais, ambas em mata-mata e nas duas os pernambucanos levaram a melhor. Na Copa do Nordeste em 2014, o embate ocorreu nas quartas de final. De um lado, os azulinos vinham embalados após liderar a fase de grupos, do outro, um Sport que se classificou com muitas dificuldades, chegando a ser dado como virtual eliminado. Porém, após vitória por 2×0 na Ilha do Retiro e derrota por 1×0, em Maceió, os leoninos avançaram de fase e viriam a conquistar o tricampeonato naquele ano.

Sammir vem se destacando no grupo para a segunda metade do Brasileirão 2019. (Foto: Sport)

Mais recentemente, em 2017, os dois times ficaram frente a frente pela primeira fase da Copa do Brasil. Em jogo único realizado no Rei Pelé, os leoninos tinham a vantagem do empate, mas atropelaram ao vencer por 4×1 e seguiram na campanha que duraria até as oitavas de final. O Leão também eliminou os Alvicelestes da Copa do Brasil em 2001, após vencer por 4×3 fora de casa e perder por 1×0 em casa, e em 1992, quando venceu ida e volta sem dificuldades por 3×1 e 4×0 respectivamente.

Pelo Brasileiro, a supremacia pernambucana é ainda mais expressiva. Em onze confrontos realizados entre 1974 e 1987, o CSA só levou a melhor em um, enquanto o Sport venceu dez, incluindo no ano de seu título brasileiro. Foram 22 gols marcados contra 7 dos alagoanos, além de uma invencibilidade de oito jogos.

Considerando que a última vitória do Azulão – 1×0, em 2014, pela Copa do Nordeste – não foi suficiente para evitar a eliminação diante dos recifenses, a última vez que o maior campeão de Alagoas levou a melhor – de fato – sobre o maior campeão de Pernambuco, foi em 2002, na vitória por 3×2 válida pela Copa do Nordeste.

Pratique Sport com a gente!