“Críticas” e críticas para a nova campanha de sócios do Sport

1468948615-site_campanhaEstava observando o que a torcida iria falar da nova campanha de sócios do Sport. Na verdade, não existem tantos fatos novos na nova ação: uma entrada, gratuita, na arquibancada da sede e os valores que não foram majorados. Por sinal, ótimas ideias.

O engraçado foi perceber algumas “críticas” (se é que podemos conjugar essa palavra) que não agregam valor em nada. As “críticas” (para não dizer piadas) surgiram em dois pontos: “o vídeo só tem gente branca” e “a campanha não atingiu o povão”.

Como assim? Só tem gente branca? E aquela negra linda que aparece no vídeo da ação? Pelo amor de Deus… Vamos ser mais isentos nas críticas. O fato de não gostar da atual diretoria de futebol, não dá o direito de expor opiniões tão infantis como essa. Quem sabe agora o Sport Club do Recife (que sempre foi um clube com torcedores negros, brancos, mulatos, pobres, ricos e milionários e etc.) vai ter uma campanha que aborde uma cor de pele com mais abundância do que a outra!!??

O segundo ponto, também tão ridículo quanto o primeiro, diz que a campanha não atinge o povão. Como assim (parte II)? Nunca vi uma campanha por R$ 28,50 por mês para atingir os ricos e milionários. Sem falar que também nunca vi essa turma nas arquibancadas da Ilha com os seus bumbuns no calor do cimento. Ou alguém tem um caso diferente disso? Um “Roque Santeiro” da vida?! Menos (parte II), né?

Falando sério…

Alguns problemas no alicerce da antiga campanha de sócios clamam por mudanças. Sendo mais direto… Não se pode conceber que o sócio, que paga para ser da qualidade “Ouro”, receba as camisas do Sport ao final das campanhas. Final mesmo!! Justamente, quando a fornecedora de material esportivo do clube está surgindo com outros e novos lançamentos. A promessa é que esse torcedor seja um dos primeiros a receber os mimos dos uniformes. Caso contrário, será um “abnegado” sócio que somente usa do amor como ferramenta para nutrir a relação com o clube. E todo amor, um dia diminui se não for nutrido, não? Sem falar que notícia ruim se espalha rápido. E como chamar novos torcedores para essa classe, se os atuais não forem tratados com excelência nos mínimos detalhes?

O estacionamento para essa turma é outro problema surgido, recentemente. Soube que foi autorizado estacionar na Ilha do Retiro como sendo mais um regalo da qualidade de sócio “diferenciado”. E a bronca aconteceu,justamente na base (informação): esqueceram de avisar para os porteiros do clube que o sócio “Ouro” teria esse direito. Resultado? Sócio barrado na portaria do clube.

Para encher a “sala vip”, na sede da Ilha do Retiro, em dias de jogos, vai ser preciso muito mais do que uma “nova campanha”. Vai ser necessário olhar para os detalhes que ainda não foram superados no dia a dia com os (“até então”) abnegados sócios do Leão.

De resto, sinceramente? Acho que a campanha não agregou muitas novidades. De fato, vai depender da campanha do clube na primeira divisão para continuar na crescente. Aliás… Qual o clube que não depende dos resultados do gramado, né? Poucos!