Esquadrão da Consciência Negra

Esquadrão da Consciência Negra do Sport!

 

Zumbi

No dia em que Zumbi dos Palmares morreu um marco de luta já havia sido plantado no Brasil. De mercadorias, meros objetos de comércio (negro não era gente), os negros lutaram e morreram pelos seus direitos e pela sua liberdade. Foram “libertos” pela princesinha (há quem acredite que o coelho da páscoa ajudou ela a redigir o documento) e depois foram viver suas vidas. Não, não foi assim.

futebol

O futebol foi, durante muitos anos, um esporte da alta classe. Muitos clubes proibiam jogadores negros nos seus elencos e essa é uma triste história, mas ao contrário da história da princesinha, esta é real. Mas depois de muito batalhar, os negros não só entraram no futebol, como também “produziram” alguns dos maiores ídolos da história deste esporte. Pelé e Eusébio foram contemporâneos no campo e verdadeiros gênios da bola e mesmo que não tenham levantado a bandeira da negritude, não a deixam de representar.

Para este dia da Consciência Negra montei, com a ajuda do Alex Amaral e do Henrique Santos, um time só com negros que vestiram o manto sagrado do Leão. Muitos excelentes jogadores ficaram de fora, mas só cabem 11 e aí a seleção ficou dura.

É impossível não citar, por exemplo, Luis Carlos, Chiquinho, Irani (o mito dos mitos), Neco, Dutra, Dadá Maravilha e tantos outros que nos encheram de orgulho!

Em homenagem a eles segue o time destruidor do Sport!

Ah, parte da “brincadeira” deste time, é adivinhar quem são os 11!
E aí, quem será que acerta primeiro?