[Eu Pratico Sport TV] Tudo sobre Brusque x Sport: o jogo do milhão…

Se inscreva na nossa Eu Pratico Sport TV -no Youtube – Clicando aqui. 

 

 

Para pagar as contas, Sport busca classificação “milionária” contra Brusque

 

Por Alessandro Matias e Matheus Schuler

 

Na noite desta quarta-feira (12), no Augusto Bauer, o Sport tem uma partida de fundamental importância no planejamento traçado para o primeiro semestre. Às 19h15, pela 1ª fase da Copa do Brasil, o Leão duela contra o Brusque fora de casa, visando garantir cota milionária para tentar sanar os problemas financeiros.

Campeão em 2008, o rubro-negro joga por um simples empate para a vaga ser garantida. O resultado, inclusive, não é problema ao time de Guto Ferreira; dos oito jogos realizados em 2020, duas vitórias, já os outros seis ficaram empatados. O quadricolor, por outro lado, é vice-líder do Catarinense – igualado ao líder Figueirense em pontos – com três triunfos e um empate, além de vir como atual campeão da Série D.

Leão fecha preparação com duas dúvidas

As únicas certezas do técnico Guto Ferreira para enfrentar o Brusque são as baixas dos volantes Marcão e Betinho, ambos lesionados. Por outro lado, os rubro-negros terão os retornos do zagueiro Cleberson e meia Lucas Mugni, que ficaram ausentes da última relação por lesão muscular e do nascimento do filho, respectivamente.

Por conta da cota milionária em caso de classificação, o treinador dos leoninos optou por fazer mistério para definir os titulares. A base que vinha atuando na Copa do Nordeste, entretanto, é esperada para ser mantida, pois foram acionados os jogadores de mais destaque para a temporada, bem como os principais reforços.

Cleberson pode voltar a ser titular na zaga após lesão muscular (Foto: Anderson Stevens/Sport)

 

Na zaga, Rafael Thyere pode ganhar a vaga se Cleberson não estiver 100%, junto a Adryelson, enquanto Marquinhos pode ser utilizado no ataque no lugar de Ewandro. Por isso, o Leão deverá ir a campo com: Luan Polli; Raul Prata, Cleberson (Rafael Thyere), Adryelson e Sander; Willian Farias, João Igor e Lucas Mugni; Ewandro (Marquinhos), Elton e Leandro Barcia.

Quadricolor vai com força máxima

Para o confronto inédito em toda a história, os catarinenses defendem série invicta tanto no Augusto Bauer – oito jogos, com sete vitórias e um empate – como na temporada. Além do fator casa como positivo, os quadricolores apostam na premiação a ser garantida, já que vale a quantia de R$ 880 mil se vencerem.

Outra motivação ao técnico Jersinho Testoni é a manutenção da base campeã da Série D. Sem desfalques, o Marreco deve ir a campo ante os pernambucanos com: Zé Carlos; Zé Mateus, Ianson, Everton Alemão e Airton; Ruan e Rodolfo Potiguar; Alex Sandro, Thiago Alagoano e Marco Antônio; Edu.

De olho no apito

A arbitragem para o duelo entre pernambucanos e catarinenses será de um trio paulista. No apito, Douglas Marques das Flores, que terá Gustavo Rodrigues de Oliveira e Fabrini Bevilaqua Costa, do quadro da Fifa, como auxiliares. Esta será a quinta partida do árbitro na atual temporada, sendo três pela Série A-1 do Campeonato Paulista e outra pela A-2.