[Goleiros] Guto Ferreira “terá problemas” para decidir titularidade

Luan Polli sofreu apenas três gols em nove jogos disputados em 2019 (Foto: Anderson Stevens/Sport).

 

Por Mateus Schuler

 

O elenco do Sport segue em reformulação para 2020, mas uma posição já parece ter as peças definidas. Na próxima temporada, o Leão disputa, além do Campeonato Pernambucano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro, com mais de 50 jogos realizadas no decorrer de todo o ano.

São quatro competições e as três primeiras devendo ser simultâneas, o que pode fazer Guto Ferreira variar o time titular até ter uma base. Isso ocasiona também a indefinição no gol, já que possuía Luan Polli, Maílson volta de lesão no joelho e Carlos Eduardo foi contratado para ser mais uma opção no setor.

Ainda sem definir quem fica com a titularidade, o técnico rubro-negro elogia as alternativas para a meta e projeta ainda fazer revezamento antes de ter confirmação. O treinador ainda lembra o fato do prata da casa ter saído por contusão, pontuando como um ponto positivo para poder retornar.

“A chegada de Carlos Eduardo, um goleiro que assumiu a liderança na estatística da Série B após a contusão de Maílson, nos mostra que ele é um jogador de qualidade. Aí o que ele vai construir no clube carece do que ele vai ter de treino, das respostas e esperar seu momento. Já Maílson não saiu em baixa, então deveria teoricamente ser ele para a vaga, mas tem campeonato para os dois jogarem (outro é Luan Polli). Importante é que, em 2020, o Sport terá na Série A três goleiros que tiveram destaque”, afirmou o comandante leonino.

 

Carlos Eduardo: 37 jogos, 37 defesas difíceis e 45 gols sofridos.

Luan Polli: 9 jogos, 10 defesas difíceis e 3 gols sofridos.

Mailson: 29 jogos, 28 defesas difíceis e 26 gols sofridos.