COMPARTILHAR

(Foto: Anderson Stevens/Sport)

 

Wesley Silvali – Recife/PE

 

Comandante rubro-negro evitou qualquer comentário sobre vantagem, no segundo jogo, na Ilha do Retiro

 

Falando sobre a partida e a vitória do Sport por 1 a 0, contra o Náutico, no primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano, o técnico Guto Ferreira citou as dificuldades do jogo, explicou as escolhas táticas que fez durante os 90 minutos e valorizou o desempenho do rubro-negro, no que, em sua opinião, foi um duelo “muito duro”.

Contente com o resultado, Guto, entretanto, manteve o discurso de pés no chão, deixando claro que apesar da vantagem assegurada ter sido boa, tudo ainda está em aberto e muitas coisas podem acontecer durante os 90 minutos finais. Restando ao Sport, foco máximo e muito trabalho durante a semana.

“Foi um jogo difícil, bastante disputado. Tanto o Sport marcou bem a equipe do Náutico, como a do Náutico marcou a do Sport. Tivemos uma ligeira superioridade, chances claras, mas eles também chegaram, apesar de não terem finalizado. Em um determinado momento o jogo ficou aberto, e através de alguns jogadores conseguimos o gol. Foi bom, conquistamos um resultado importante, mas não está nada decidido. Temos uma semana para nos prepararmos bastante, melhorar, e com o apoio do torcedor fazer mais uma boa exibição”.

Sobre as mudanças, caracterizados por ter tirado o time do aperto quando o Náutico passou a ter mais a bola e atacar mais, Guto Ferreira justificou as escolhas e comemorou o fato de os atletas terem entrado bem.

O Luan e o Guilherme não estavam cansados, mas já não conseguiam sustentar tanto, porque se movimentaram bastante e brigaram muito. Optamos pelo Leandrinho e pelo Juninho e conseguimos ter a sustentação da segunda bola. O jogo ficou á feição de jogadores com as características deles, e foi através disso, junto com o Sander, que criamos a jogada do gol. No fim, ainda colocamos o Elton para reter a bola na frente”.

Respondendo a uma questão levantada pelo Eu Pratico Sport, o treinador do Leão admitiu não ter ido ao jogo com tantas estratégias. Mas sim preparado para o que o futebol atual exige, conforme foi treinado nos últimos treinos. O técnico também prometeu o mesmo para o jogo da próxima semana.

“Não vim com estratégia fixa nenhuma. Temos nossa ideia de jogo, que é fazer pressão, trocar passes para achar espaços, marcar forte. A estratégia, nesse caso, recai ao que acontece durante a partida. Ai sim pode ter algum tipo de mudança diante da leitura no momento. Pode haver alguma variação por peça ou posicional, mas a base do modelo de jogo não muda”.

Pratique Sport com a gente!