COMPARTILHAR

(Foto: Williams Aguiar/Sport)

 

Até pouco tempo desconhecido da torcida, goleiro assumiu a titularidade para os últimos jogos da Série B após lesão de Mailson

 

Lucas Araújo

 

Luan Polli é atleta do Sport desde o Brasileirão de 2018, quando chegou para assumir o posto de terceiro goleiro, após defender a camisa do Naxxar Lions na liga de Malta. Com apenas 33 jogos na carreira até então e distante dos holofotes, o arqueiro pouco conhecido pela torcida leonina se tornou segunda opção no elenco a partir de julho deste ano, quando o goleiro Magrão deixou o clube, e na reta final da Série B recebeu a missão de ser o titular da meta Rubro-negra devido à lesão que tirou Mailson da temporada.

Se por um lado Luan não atuava na equipe principal em jogos oficiais, uma vez que haviam dois companheiros na sua frente, o goleiro jogou pela equipe sub-23 no Brasileiro de aspirantes e no segundo tempo da partida amistosa diante do CSA em Maceió. No confronto diante dos alagoanos, empatado em 2×2, Polli falhou no gol sofrido e levantou uma certa desconfiança por parte dos torcedores, que só tinham assistido àquele pequeno recorte de atuação para tirar suas primeiras impressões sobre o jogador.

No início de outubro, o Sport anunciou a contratação de Felipe Garcia para compor o elenco, e pouco depois Mailson sofreu uma lesão nos ligamentos do joelho. Foi levantada a dúvida sobre quem seria o escolhido por Guto Ferreira para assumir a meta na reta decisiva da segundona, mas o treinador confirmou prontamente a escolha por Luan Polli, que já estava no elenco há mais tempo.

O primeiro desafio do camisa 27 pelo Leão foi diante do Brasil de Pelotas fora de casa, e além da pressão de assumir a titularidade na fase decisiva do campeonato, da pouca experiência em jogos oficiais e falta de ritmo de jogo, o atleta entrava em campo com a responsabilidade de substituir o goleiro com mais defesas difíceis na competição. Porém, mesmo sem ser muito exigido, Luan deu conta do recado e a equipe completou o terceiro jogo seguido sem sofrer gols.

Maior deficiência do titular Mailson, a saída do gol recebeu uma atenção especial dos leoninos. Neste quesito, Polli demonstrou segurança na atitude de sair do gol, mesmo que nem todas tenham sido executadas com perfeição. Porém, quando exitou, sofreu o gol no jogo contra o Paraná, justamente numa bola cruzada na pequena área. No entanto, o desempenho do goleiro tem recebido elogios, muito inclusive pela tranquilidade demonstrada e boa reposição com os pés.

O ponto alto de suas atuações foi aos 39 do segundo tempo do duelo frente ao Paraná, quando fez uma importantíssima defesa cara a cara e impediu que os paranaenses ficassem novamente na frente no placar que estava 1×1. Dois minutos depois, o Sport conseguiu a virada. Com o bom começo, a desconfiança de ter uma incógnita na barra no momento chave da temporada sinaliza dar lugar à tranquilidade quanto ao gol rubro-negro.

Pratique Sport com a gente!