[Magrão] Com possibilidade de aposentadoria, enquete aponta confiança da torcida nos goleiros rubro-negros

 

Por Alessandro Matias e Lucas Araújo

Uma enquete formatada nas últimas horas no Twitter @alessandromc apontou confiança da torcida no tocante a possível aposentadoria e aproveitamento dos goleiros da casa.

Cerca de 59% dos rubro-negros afirmaram que confiavam nos goleiros atuais do clube. Já 23% dos votos ão creditaram confiança e apenas 18% não souberam opinar. Esse é um bom caminho para a diretoria leonina que já pensa nos bastidores nas respostas sobre o caso Magrão. Na enquete, cerca de 792 votos foram computados.

Após a folga prolongada devido à parada para a Copa América, na tarde desta sexta-feira (21), os atletas do Sport se reapresentaram e iniciaram os preparativos para os amistosos contra o CSA e retorno da Série B. No entanto, o que mais chamou a atenção e foi o grande assunto do dia foi a ausência do goleiro Magrão, o que levantou fortes boatos de que o ídolo leonino estaria antecipando sua aposentadoria.

A falta do atleta pegou de surpresa até mesmo os dirigentes do clube. Num primeiro momento, ,Wanderson Lacerda e Nelo Campos evitaram alimentar os rumores, alegando que esperavam um contato do camisa 1 ainda durante a tarde: ‘‘A apresentação era de 15h30 e nós estamos aguardando. Pode ser um atraso apenas, não fomos informados de nada. Magrão nunca teve atraso, temos que aguardar, qualquer coisa é suposição”– declarou Nelo Campos.

Milton Bivar começa a acreditar na possibilidade de aposentadoria do goleiro. (Foto: Alessandro Matias/Eu Pratico Sport)

Baseando-se no histórico de disciplina e profissionalismo do ídolo leonino, Wanderson disse acreditar na possibilidade dele não ter conseguido entrar em contato com o clube: “Foi veiculado que Magrão esteve na Itália e em Portugal. Ele nunca cometeu uma indisciplina no clube em 11 anos. Desconhecemos essa história da aposentadoria. Magrão em momento nenhum externou a possibilidade disso”.

Consumada a ausência, o presidente Milton Bivar, se posicionou de outra forma. O mandatário rubro-negro disse acreditar que de fato o não comparecimento de Magrão, sem nenhuma justificativa por parte do arqueiro, é sinal de que ele irá antecipar a sua aposentadoria, ao invés de esperar o término do contrato que vai até o final do ano.

“Acredito que está caminhando para isso, para se tornar realidade. Magrão não estar presente na reapresentação é muito estranho, porque em anos e anos no Sport ele nunca foi de faltar. mas não falei com ele”, disse Milton.

De acordo com entrevista do próprio jogador com a TV Sport em 2016, ele disse em tom bem humorado que pretendia se aposentar sem alarde, simplesmente não aparecendo mais. E a falta sem aviso no treinamento desta sexta, seguindo o que havia sido dito pelo próprio há três anos, apenas aumentou a dúvida sobre o possível fim da trajetória de Magrão como goleiro.

(Foto: Santos Futebol Clube)

Carreira

Com 42 anos de idade (no clube desde abril de 2005), Alessandro Beti Rosa acumulou 10 títulos com a camisa do Leão – oito estaduais, uma Copa do Nordeste e uma Copa do Brasil e foi o atleta mais vezes campeão na história do clube de forma isolada.

Magrão é também o jogador que mais vestiu a camisa do Sport, pela qual defendeu 33 pênaltis, tornando-se o maior pegador de pênaltis em atividade no Brasil. Ídolo e considerado por muitos como o maior da história do Rubro-negro. Perdeu a titularidade em 2019 para Mailson durante o Campeonato Pernambucano, mas continua com máximo prestígio e respeito por parte dos torcedores.