[Na pauta] Conheça Antônio Carlos, o primeiro especulado para 2020 no Leão

Nome do zagueiro carioca surgiu nesta semana como possível contratação para a próxima temporada. (Créditos: Cesar Grecp/Ag Palmeiras/Divulgação).

 

Lucas Araújo, Recife/PE

 

Cerca de uma semana depois de confirmar o retorno para a primeira divisão, o Sport ainda não está de férias em 2019, mas os rumores para 2020 já começam a surgir. A saída de alguns atletas começa a ser sinalizada, a exemplo do atacante Guilherme, com propostas do
exterior, e do meia Leandrinho, emprestado pelo Botafogo. Por outro lado, também se fala em jogador chegando: o zagueiro Antônio Carlos, do Palmeiras, foi o primeiro nome especulado como reforço para o ano que vem.

Natural da cidade do Rio de Janeiro, o defensor tem 26 anos e atua pelo alviverde paulista desde 2017, tendo em seu currículo o título brasileiro de 2018 como a maior conquista. Na temporada passada, além de ganhar o nacional, teve também uma conquista individual
no primeiro semestre, quando foi escolhido para a seleção do Campeonato Paulista. Apesar de ser zagueiro de origem, o atleta também atua como volante.

Antônio Carlos iniciou sua caminhada no futebol em sua própria cidade, começando na base do Fluminense e em seguida no Audax Rio, onde teve sua primeira oportunidade como profissional ainda aos 16 anos. Depois foi para o Audax de São Paulo, onde chamou a atenção do Corinthians num amistoso entre as equipes e foi emprestado para o alvinegro. Lá, foi herói do título da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2012, fazendo os dois gols do título contra o Fluminense e subiu para o profissional. No mesmo ano, foi convocado para defender a seleção sub-20.

No entanto, no elenco principal do Corinthians, teve pouco espaço e começou a ser emprestado para outros clubes. Em 2013 foi para o Oeste, onde não se firmou. No ano seguinte, vestiu a camisa do Avaí e ajudou no acesso dos catarinenses à primeira divisão. Somente
em 2015 se desvinculou do Corinthians, assinando com a Tombense e posteriormente retornando ao Avaí. Após a queda dos avaianos, foi contratado pelo Flamengo para a temporada 2016, mas só ficou no clube carioca no primeiro semestre, sendo emprestado para a
Ponte Preta na metade do ano. Em 2017 o empréstimo foi para o Palmeiras, onde mesmo jogando pouco, recebeu a confiança da diretoria e teve seu vínculo prorrogado, sendo mais valorizado com o técnico Roger Machado em 2018 e seu direito de compra efetuado pelos paulistas neste mesmo ano.