COMPARTILHAR

Leão depende apenas dos seus resultados nessa reta final de Brasileirão. (Foto: Willams Aguiar/Sport Club do Recife)

O Vitória perdeu para o Cruzeiro e o América/MG perdeu para o Palmeiras. A princípio, os placares não fugiram muito da realidade da classificação do Campeonato Brasileiro. Se não bastasse a derrota dos concorrentes diretos, ainda vimos o Santos, último adversário do Sport nesta Série A, não ter mais chances de classificação à Taça Libertadores. Com isso, a possibilidade de time santista alternativo na rodada final cresce bastante.

No entanto, o assunto em questão aflinge ainda mais a torcida: será que o Sport fará sua parte em Chapecó? O retrospecto na Arena Condá não é o dos mais positivos. Em 6 jogos disputados, em Santa Catarina, são três vitórias dos catarinenses e três empates com um aproveitamento de 66,7% para os mandantes desde 2014. Mas, tabus nasceram para serem quebrados no futebol e o Sport necessita somar pontos.

Levando em conta o retrospecto, é metade dos jogos com vitória da Chape e metade com o placar de igualdade. Sobre o empate, vale o descartar nesta noite. A classificação determinaria o Sport indo a 39 pontos e o adversário na zona do rebaixamento com 38 pontos. Desta forma, agonizaria mais um final de semana torcendo por resultados negativos de seus concorrentes e tentaria quebrar outro tabu no Morumbi.

Hoje a noite, a energia positiva direcionada para Chapecó é muito válida. A entrega dos jogadores será fundamental para somar pontos diante de um adversário direto. Vitória ou empate, o Leão não pode entrar na zona do rebaixamento nesta rodada. Deve prevalecer o espírito de luta de todos os rubro-negros, em campo ou na torcida. A batalha de hoje valerá muito para a instituição Sport Club do Recife nos próximos anos. Força, Leão!

Pratique Sport com a gente!