COMPARTILHAR

“Equilíbrio” é a palavra usada por Guto Ferreira nas coletivas para justificar pontos perdidos na Série B. (Foto: Anderson Stevens/Sport)

 

Apesar do G4, tropeços têm incomodado bastante a torcida

 

A Série B chega ao fim da penúltima rodada do primeiro turno e o Sport ocupa a 4ª posição, com 30 pontos, sendo o time que menos perdeu na competição com cinco pontos do líder e podendo subir para o terceiro lugar se vencer o confronto direto de terça-feira. A campanha não é ruim, evidentemente, porém algo incomoda os rubro-negros literalmente desde o primeiro jogo da segundona: o desperdício de pontos bobos.

É fato que tropeços fazem parte da caminhada de qualquer equipe em qualquer campeonato de tiro longo nos pontos corridos. No entanto, tem chamado atenção como o Leão tem vacilado além da conta. E não em jogos de pouca inspiração e dificuldades para criar oportunidades de gol, mas sim em partidas onde se faz o resultado, se tem o jogo na mão e deixa o resultado escapar.

Como dito, essa dor de cabeça começou na estreia do campeonato. Na Ilha do Retiro, o Rubro-negro recebia o Oeste para iniciar sua luta pelo retorno à primeira divisão. Numa noite de pouca criatividade, os pernambucanos venciam sem dar espetáculo, porém sem tomar sustos. Até que nos acréscimos do segundo tempo, Hernane tinha a bola no campo de defesa e ao invés de tocar ou se livrar dela, ganhando tempo, decidiu individualizar o lance e foi desarmado. Na sequência, o Oeste chegou na linha de fundo e empatou o duelo, frustrando os mais de 6 mil torcedores presentes.

Nove rodadas depois, o palco era a Arena Pantanal e o adversário o Cuiabá. A equipe de Guto Ferreira vencia por 1×0, mesmo fazendo uma de suas exibições mais fracas, com Mailson defendendo pênalti e fazendo defesa milagrosa já nos acréscimos. No último minuto do embate, o Sport tinha uma falta para cobrar em seu campo de ataque, bastando simples toques curtos para gastar o tempo e consumar mais uma vitória. Porém, de maneira inocente, Raul Prata cruzou a bola na área, errou e no contra-ataque os matogrossenses buscaram o empate.

(Foto: PontePress/AlvaroJr)

Falta “malandragem”

A falta da ‘‘malandragem’’ necessária no futebol já era notada e reclamada pela torcida. Eram vacilos diferentes de jogos em que o time simplesmente não conseguiu construir o resultado, a exemplo dos empates em 0x0 com Figueirense e Brasil de Pelotas, e a derrota contra o Criciúma. E pior do que cometer o erro, é não aprender com ele. Na partida frente ao CRB, onde venceu por 1×0, o Leão voltou a perder bola no campo de ataque e levar sufoco no último lance, sendo salvo desta vez pelo goleiro Mailson.

Críticas à parte, os rubro-negros não se permitiram em momento algum ficar numa pontuação distante do G4. E nos últimos três jogos voltou a ter uma sequência boa, conquistando 7 de 9 pontos, corrigindo erros notáveis da fraca sequência nos primeiros jogos após a Copa América. Mas a inocência para segurar o placar parece não ter sido superada.

Neste sábado (24), um confronto direto contra a Ponte Preta no Moisés Lucarelli. Jogo duríssimo, onde o empate previamente era tido como bom. No entanto, as circunstâncias do jogo deixaram a vitória no colo do Sport, que buscou a virada aos 29 do segundo tempo e posteriormente ficou com um homem a mais em campo. Eis que aos 41, o velho fantasma volta a assombrar e o gol de empate é sofrido numa trapalhada geral da defesa após cobrança de falta.

A campanha leonina é positiva e a equipe já demonstrou ter qualidade suficiente para buscar o acesso. Contudo, a competição está bastante equilibrada nessa temporada, e tal como pontuar nos jogos mais difíceis pesa positivamente, deixar escapar pontos ‘‘ganhos’’ pesa negativamente. Grande parte da torcida visa o título, e em campeonatos mais disputados, equipes campeãs nunca ficam apenas na qualidade, mas se diferenciam pela postura, por ter ‘‘cancha’’, sabendo matar os jogos ou tendo atenção para segurar os resultados sem diminuir o ímpeto até o final. Afinal, se o Leão tivesse segurado a vitórias nos três jogos destacados neste texto, teria 36 pontos e não só estaria consolidado no G4 como seria líder.

Pratique Sport com a gente!