COMPARTILHAR

Pouca gente sabia, mas o Sport foi a Arena Pernambuco “homenagear Lula”. Sabendo da iminente condenação do petista, Arnaldo Barros decretou que cada voto a favor do líder do PT seria convertido em gol para o Sport e os votos do TRF-4 seriam para o Náutico.

Pedro Castro. (Foto: Williams Aguiar/Sport)

Claro que esta meta não foi decidida à toa nem levada para debate, pois como bom mandatário onipresente, AB resolveu isso da sua mesa e assim decretou, só que ele está mais para o fajuto príncipe de Montemort, que anda metendo os pés pelas mãos.
Se você não conseguiu relaxar nem um pouco com esse primeiro parágrafo, te digo que você precisa urgentemente, meu amigo leitor, procurar um médico, pois com este time do Sport sua saúde corre sério risco.

Poderíamos falar do jogo e analisar esta (previsível) derrota para o pior Náutico que eu já vi na vida. Poder-se-ia (Temer feelings) tratar do gramado, dos refletores, dos bancos de madeira do vestiário ou de qualquer outro infortúnio que possa ter atrapalhado o Leão de ter um futebol minimamente aceitável.

“Ah, mas o time tá só começando a temporada”, dizem uns; “É preciso esperar um pouco mais” dizem outros. O Sport jogou com dois times sem divisão e um da terceira e sequer conseguiu mostrar que consegue chegar na área adversária com qualidade. Não é querer que o Sport seja o Barcelona, mas que mostre uma luz no fim do túnel, ainda que este túnel seja longo.

Não existe desculpa para não dar NENHUM chute contra o Flamengo de Arcoverde e dar o primeiro aos 20 do segundo tempo contra o Náutico. Um time que não consegue trocar três passes, que não consegue construir uma única jogada, que fica preso em qualquer marcação não tem desculpa esfarrapada que seja possível aceitar.

O Sport de Pedro Castro, Felipe e companhia limitada não é o Sport que se tornou o maior clube do Norte e do Nordeste. Se não existe volante melhor que esse que veio do Avaí na base, pode fechar o CT porque não está servindo de absolutamente nada.
Resta rezar para que a estrela de Nelsinho traga alguma luz sobre as trevas que recaíram no time do Sport, já que pedir para Alexandre Faria sair é tão utópico quanto acreditar na união de coxinhas e petralhas!

Pratique Sport com a gente!