COMPARTILHAR
Brocador busca se isolar na artilharia da Segundona (Foto: Anderson Stevens/Sport)

 

Mateus Schuller, Recife/PE

 

A reta final da Série B vem ficando eletrizante a cada partida e, na tarde deste sábado (9), um encontro de opostos na tabela agita a 34ª rodada. Na Ilha do Retiro, o Sport mede forças contra o Criciúma, que vive fase bastante conturbada, às 16h30, buscando continuar próximo ao acesso antecipado à elite.

Apesar de vir de dois jogos sem vencer, o Leão ocupa a vice-liderança e soma 57 pontos, cinco a mais que o primeiro time fora do G-4. O Tigre, por outro lado, tem o rebaixamento praticamente certo, já que ocupa a vice-lanterna e tem 31 pontos, acumulando também 95% de queda à Série C.

Perto da vaga, Leão não tem novidades no time

Apesar de precisar da vitória a todo custo e voltar a vencer, Guto não deverá realizar mudanças na equipe que iniciou diante do Coritiba na última segunda-feira (4). Dos titulares, o comandante não tem baixas nem por lesão, nem por suspensão, o que reforça a tendência em dar continuidade ao time.

As únicas ausências no elenco são as mesmas do último compromisso pela Segundona. O meia Pedro Carmona, com desgaste na cartilagem do joelho direito, não treinou no decorrer da semana e foi vetado pelo departamento médico, com Léo Artur sendo opção entre os suplentes do Leão.

Quem também segue de fora é o atacante Yan, que está na transição e é esperado para jogar contra o Botafogo-SP. Com isso, o treinador dos rubro-negros deverá escalar: Luan Polli; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; Willian Farias e Charles; Leandrinho; Hyuri, Hernane Brocador e Guilherme.

Pior visitante, Tigre vai com quatro modificações

Diferentemente do adversário, o Tigre tem novidades no time titular e uma é forçada. O lateral-esquerdo Marlon recebeu o terceiro amarelo, sendo substituído pelo jovem Bruno Oliveira. Roberto Cavalo, porém, terá a volta dos volantes Foguinho e Wesley, que tiveram de cumprir suspensão automática diante do Operário.

A outra modificação em relação ao confronto com os paranaenses é o atacante Andrew, que foi vetado. Caso não tenha surpresas de última hora, os catarinenses serão escalados com: Paulo Gianezini; Carlos Eduardo, Sandro, Derlan e Bruno Oliveira; Eduardo, Foguinho, Wesley e Daniel Costa; Andrew e Léo Gamalho.

De olho no apito

O trio de arbitragem para a partida será mesclado. No apito, Wagner Reway, que é do quadro da Fifa e da Federação Paraibana. Ele terá de auxiliares Eduardo Gonçalves da Cruz e Daiane Muniz, que pertencem ao escalão do Mato Grosso do Sul, com a número 2 também sendo do internacional, enquanto o 1 é do nacional. Esse será o quarto jogo de Wagner na Segundona, o segundo envolvendo cada uma das equipes.

Pratique Sport com a gente!