COMPARTILHAR

Visualização da imagem

(Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

 

Vindo de cinco vitórias seguidas, Paraná promete ser adversário difícil para o Leão; No entanto, retrospecto é favorável aos pernambucanos

 

Por Lucas Araújo – @_lucasaraujo98

Na próxima sexta-feira (26), o Sport encara, Curitiba, a dura missão de enfrentar o Paraná, na Vila Capanema. Os tricolores vêm de cinco vitórias seguidas e ocupam a vice-liderança, estando a somente um ponto atrás do líder Bragantino. A tarefa do Leão se torna ainda mais difícil pelo fato do time entrar pressionado, visto que tropeçou nos últimos três jogos, ficando na oitava posição e podendo se distanciar do G4 em caso de derrota.

Se por um lado os paranistas vivem um momento melhor, que pode lhes credenciar o favoritismo para o confronto, por outro, os rubro-negros que buscam razões para encarar o duelo com otimismo podem se apegar no retrospecto geral entre os dois clubes. Ao longo da história, são onze vitórias dos leoninos, contra seis dos curitibanos e dois empates.

Fundado em 1989, o Paraná teve rápida ascensão e já na década de 90 chegou na elite do futebol nacional. Enfrentou o Sport pela primeira vez em 1994, em Curitiba, numa partida que ficou no 0x0 e que é até hoje o único empate entre as equipes em qualquer divisão do Brasileirão. Nas três edições posteriores da Série A, o Tricolor da Vila venceu todos os três duelos sobre os recifenses, porém a hegemonia nos confrontos diretos iria parar por aí. Desde 1998 o Leão tem levado a melhor na grande maioria dos embates, e após as duas vitórias em 2018 ficou empatado com 5 triunfos para cada lado pela primeira divisão.

Pela Série B, foram 6 jogos entre os clubes. E na segunda divisão, não há equilíbrio, mas sim uma supremacia vermelha e preta. O Rubro-negro perdeu apenas uma das seis vezes em que esteve frente a frente com a Gralha Azul. Nas outras cinco, venceu todas, incluindo vitórias marcantes como na penúltima rodada em 2011, que junto a uma inesperada combinação de resultados colocou o Sport no G4 e dependendo somente de si para subir na rodada seguinte: a 36ª rodada de 2013, onde numa vitória conquistada com muita raça e um jogador a menos o Leão ficou a um passo do acesso, conquistado na rodada seguinte.

Além do Campeonato Brasileiro, os caminhos das equipes também se cruzaram pela Copa do Brasil. O ano era 2010, e foram duas partidas difíceis para os dois lados. Na ida, em Curitiba, o Paraná abriu o placar e viu os visitantes reagirem, buscando o empate e tendo a achar de virar no final, mas Ciro desperdiçou o pênalti. Na volta, em Recife, foi a vez do time  sulistas desperdiçar uma penalidade, que custou caro. Com um 1×0 sofrido, o Sport avançou para a próxima fase, onde cairia diante do Atlético-MG.

Pratique Sport com a gente!