COMPARTILHAR

O título acima da postagem é bem enfático quanto ao caso Diego Souza – entre Sport e Palmeiras. Como comentado nesta coluna, há alguns dias atrás, de um lado o empresário e o pai do atleta estão querendo levá-lo para São Paulo. Por outro, “jogando em favor do Sport” está a esposa do jogador – bem adaptada ao Recife e não tendo o desejo de sair do Nordeste.

No sentido contrário, Diego Souza não compareceu a um dos treinos preparatórios para o jogo desta segunda-feira, pelo Brasileirão, com a desculpa de ter problemas pessoais para resolver no Rio de Janeiro. O “engraçado” é que o problema não foi comunicado ao clube,  antecipadamente, e, somente depois da ida para o Sudeste, é que atleta informou aos dirigentes que ficaram surpresos com a atitude.

O que ninguém tem atentado é que a posição do Sport (tomando por base que a multa é impagável e que somente o jogador sairá com uma boa remuneração ao Leão) é muito confortável. Então vejamos…

Apesar de ter saído do Recife como saiu, o jogador não quer dizer que tem vontade de sair do Sport. Isso poderá ocasionar um desmanche na imagem de ídolo do clube: mesmo sendo um jogador que tenha vencido apenas um campeonato pernambucano na, até então, passagem por aqui. Por sinal, esse é um dos trunfos da diretoria do rubro-negro pernambucano.

Supondo que o atleta seja desligado do Sport, e siga para São Paulo (tomando por base que a multa é impagável e que aconteça uma remuneração alta para isso), o Leão deverá receber uma quantia interessante para trazer outras peças para o limitado elenco da atual da temporada 2017.

Já na melhor das hipóteses, do jogador ficar na Ilha, mesmo que esteja contrariado com o aumento para R$ 500 mil de salário e extensão de contrato por mais um ano, o meia terá que fazer um futebol na altura de futuras convocações para a seleção de Tite. Neste caso, o Sport sairá ganhando, também, não?! Ou seja: “se sair, o bicho pega! Se ficar, o bicho come!”. Fazendo uma adaptação do ditado popular.

Portanto, caberá à diretoria do Sport agir como tem feito: com calma diante de uma situação favorável no caso de ter que administrar o desejo e a pressão dos representantes de Diego Souza e do clube paulista.

As cartas estão na mesa e a torcida tem que confiar e apostar na, até então, boa negociação realizada por Arnaldo Barros e Gustavo Dubeux.

(Foto: Sport)

 

4 COMENTÁRIOS

Pratique Sport com a gente!