COMPARTILHAR

O Leão confirma bom momento e vence a terceira partida seguida. A vítima da vez foi o Ceará.

Ceara

Gabriel marcou o gol da vitória e comemorou junto à torcida do Leão. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

O clima de empolgação era evidente entre a torcida do Sport. Caso vencesse o Ceará, pela 32ª rodada do Brasileirão, o Leão finalmente deixaria a zona de rebaixamento. A torcida fez seu papel e lotou a Ilha do Retiro. Em campo, os jogadores corresponderam e conquistaram a terceira vitória consecutiva, colocando o Leão em 16º lugar, dois pontos à frente do Vitória.

PRIMEIRO TEMPO

A festa da torcida do Sport começou antes mesmo de a bola rolar na Ilha do Retiro e o clima positivo contagiou os jogadores, que buscaram o domínio da partida desde o início. Apesar disso, a primeira chance real de gol só saiu aos 10 minutos de jogo. Winck tocou de letra e deixou Gabriel em condições de finalizar na entrada da grande área. O chute saiu potente, mas o goleiro do Ceará fez boa defesa e mandou para escanteio.

O Sport continuou pressionando os cearenses, principalmente com jogadas armadas pela lateral-direita. Enquanto isso, o time de Lisca tentava sem muito sucesso encaixar um contra-ataque certeiro. As ações ofensivas do Ceará se limitavam a chutas de longa distância, como o de Calysson aos 20 minutos, que saiu alto demais.

Enquanto isso, o time da casa insistia nas jogadas pela ala e nos cruzamentos pra área. A defesa do Ceará teve muito trabalho, mas conseguiu segurar a pressão rubro-negra. Assim, o jogo ficou truncado e nervoso. Bom para o time visitante, que parecia satisfeito com o empate. Em resumo: o Sport controlava a partida, mas não conseguia criar chances reais de gol.

Quando o primeiro tempo caminhava para seu final, o Ceará chegou a ameaçar o gol num contra-ataque puxado por Arthur. O centroavante alvinegro carregou a bola com velocidade e chutou forte. Mailson defendeu e mandou para corner. Na cobrança, a bola sobrou pra Tiago Alves, mas o zagueiro cearense não alcançou a pelota. Nos acréscimos, o Ceará fez mais uma jogada de perigo com Leandro Carvalho, que cortou pra dentro e chutou pro gol. Mais uma vez, Mailson defendeu com segurança.

SEGUNDO TEMPO

A partida recomeçou com o Ceará um pouco mais ofensivo, tentando tomar mais iniciativa na partida. Porém, essa atitude custou caro aos visitantes com apenas 7 minutos jogados. No contragolpe, Mateus Gonçalves foi à linha de fundo e cruzou para Hernane. O centroavante finalizou de virada, mas o goleiro Everson espalmou. No rebote, Gabriel mandou pro fundo da rede e abriu o marcador. Os jogadores do Ceará reclamaram muito com a arbitragem, mas Gabriel não estava em posição de impedimento. Gol legal do Leão!

O gol deixou o jogo mais aberto. Aos 15 minutos, Arthur mais uma vez conduziu em velocidade e chutou de fora da área. A bola chegou a resvalar no travessão e deu um susto na torcida rubro-negra. Sentindo o bom momento, aos 21, Lisca fez duas alterações ao mesmo tempo e deixou seu time mais ofensivo com Cardona e Felipe Azevedo.

Com a vantagem no marcador, o Sport se fechou e passou a explorar os erros do adversário. Aos 26, após roubada de bola no meio-campo, Gabriel mais uma vez apareceu dentro da área adversária para finalizar. Ele tirou do goleiro, mas a bola saiu pela linha de fundo. Por pouco, Hernane não desviou pra rede. Aos 29, foi a vez de Hernane infiltrar com perigo e finalizar para a defesa de Everson. No rebote, o Brocador teve outra chance de marcar, mas foi bloqueado.

Os contra-ataques do Sport continuaram levando perigo ao gol do Ceará. Aos 32, Michel Bastos interceptou o passe adversário e lançou Mateus Gonçalves. O atacante driblou pela esquerda e tocou pro meio da área, mas ninguém aproveitou a chance. O Ceará tentou responder, entretanto se limitava a lançamentos longos e bolas alçadas na área. Num desses lances, Leandro Carvalho acertou um chute de primeira, mas a bola subiu demais e perdeu-se pela linha de fundo.

A pressão cearense aumentou nos minutos finais da partida. Aos 42, Felipe Azevedo quase fez valer a chamada “lei do ex”. A finalização desviou em Adryelson e foi pra fora. Aos 46, Mateus Gonçalves teve a chance de matar a partida. O veloz atacante chegou à área, mas foi bloqueado pela zaga antes de finalizar. O drama seguiu até o final com uma verdadeira blitz do Vozão, mas a boa atuação da defesa garantiu a vitória do Leão.

FIM DE PARTIDA

Foi uma festa bonita na Ilha. Teve fogos de artifício, incentivo da torcida do início ao fim e uma atuação segura no gramado. O time de Milton Mendes chegou à terceira vitória consecutiva e finalmente saiu da zona de rebaixamento. O Sport literalmente ressuscitou no campeonato e agora tem pela frente mais seis jogos decisivos para confirmar a permanência na Série A.

É preciso manter o foco, a pegada forte e a disciplina tática que caracterizaram essas últimas partidas do Sport.

FICHA DO JOGO

SPORT: Mailson; Cláudio Winck, Ernando, Adryelson e Raul Prata; Marcão, Jair e Michel Bastos; Gabriel (Fellipe Bastos), Mateus Gonçalves e Hernane (Rogério). Técnico: Milton Mendes.

CEARÁ: Everson; Fabinho, Tiago Alves, Luiz Otávio e Felipe Jonatan; Juninho, Pedro Ken (Cardona), Ricardinho (Eder Luis) e Calysson (Felipe Azevedo); Arthur e Leandro Carvalho. Técnico: Lisca.

GOL: Gabriel (Sport – 7’ 2T).

Pratique Sport com a gente!