COMPARTILHAR

Guto Ferreira espera contar com o autor do gol nos Aflitos. (Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife).

 

O restante dos treinamentos do Sport no CT (quinta e sexta-feira), em Paratibe, serão de portões fechados. Ou seja, o técnico Guto Ferreira opta por privacidade nos instantes que antecedem o jogo decisivo do Campeonato Pernambucano. No entanto, uma preocupação ronda o treinador: a dor no pé do atacante Ezequiel. Uma possível ausência do avançado, abre possibilidades de uma nova formação para encarar o Náutico, neste domingo.

Sem a válvula de escape pelo lado direito, o técnico pode promover atletas que, nos jogos anteriores, foram opções no banco de reservas. Três jogadores buscam o espaço “deixado” pelo jogador de 21 anos: Leandrinho, Juninho e Alisson Farias. Cada um deles, apresenta uma característica diferente para o jogo ofensivo rubro-negro. Inclusive, alguns deles já foram testados nas formações dos treinamentos pelas ausências de Ezequiel.

Com Leandrinho em campo, Guilherme pode ser deslocado para os lados, bem como Luan em uma das pontas. A presença de Juninho em campo nessa lacuna daria movimentação e variação nas posições do meio para frente. Apenas Alisson Farias, entrando com a vaga de titular, que manteria o Sport “parecido” com o time das últimas partidas. É a entrada que não altera o modelo rubro-negro de chegar à frente.

A torcida rubro-negra torce pela recuperação de Ezequiel para a decisão deste domingo. A dor no pé persiste. Entretanto, a esperança é de contar com o atacante a fim de inalterar a formação dos últimos jogos. Nada como contar com o artilheiro da final do Estadual até aqui.

Pratique Sport com a gente!