COMPARTILHAR

Fellipe Bastos aprimorou  o seu futebol e é uma das armas rubro-negras. (Foto: Mourão Panda/América-MG)

Sport visita Vasco para manter sequência positiva

 

Por Matheus Schuler*

Motivado por estar cinco jogos sem perder e bem posicionado na tabela, o Sport volta a campo pelo Campeonato Brasileiro 2018. Na noite deste sábado (6), vai a São Januário e enfrenta o Vasco no Rio de Janeiro, às 19h, pela 11ª rodada do certame nacional.

 Vasco

image

Jorginho orientou o elenco ainda no Rio de Janeiro para pegar o Leão. (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)

Em situação oposta na classificação, o time carioca não vai contar com Martín Silva, na seleção uruguaia, tal como Thiago Galhardo, Rafael Galhardo, Werley, Breno, Kelvin, Rildo e Bruno Silva, no departamento médico. Os 11 devem ser os mesmos que arrancaram o empate com o Cruzeiro, no Mineirão, nesse meio de semana.

A única novidade vai ser o retorno de Jorginho ao comando, pois quem comandou frente à Raposa foi Valdir Bigode.

Sport

União do grupo e trabalho em conjunto são as armas do Sport. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

Ocupando a vice-liderança e dentro do G-6 – grupo classificatório à Copa Libertadores da América – com 18 pontos, o Leão busca a manutenção da boa fase. Além de manter a sequência invicta, tenta continuar na parte de cima da classificação.

As ausências são o lateral-direito Cláudio Winck, na transição física, e o zagueiro Henríquez, que treinou em separado dos demais. Em contrapartida, o lateral-esquerdo Sander volta ao time por ter cumprido suspensão automática.

Prováveis escalações

Provável Vasco: Fernando Miguel; Luiz Gustavo, Paulão, Ricardo e Henrique; Desábato e Andrey; Bruno Cosendey; Wagner, Andrés Ríos e Yago Pikachu. Técnico: Jorginho

Provável Sport: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Deivid e Fellipe Bastos; Rogério, Gabriel e Marlone; Rafael Marques. Técnico: Claudinei Oliveira

Mais detalhes

Trio de arbitragem do confronto é formado por brasilienses do quadro da CBF. Quem apita é Sávio Pereira Sampaio, com Daniel Henrique da Silva Andrade e e Ciro Chaban Junqueira como auxiliares, conterrâneos e também do escalão nacional.

Mateus Schuler* colaborou com o site Eu Pratico Sport.

2 COMENTÁRIOS

  1. Com Ronaldo Alves na zaga, vai ser difícil o Sport se manter na ponta da tabela. Levar dois gols de Pikachu só pode ser piada. Esse Ronaldo Alves é o mesmo que no ano passado fez a defesa do Sport ser a pior do campeonato. Hoje ela já é a pior defesa com 15 gols em apenas 11 jogos. Diretoria, se você não conseguem enxergar, contratem alguém que consiga ver. Outra coisa, sem Anselmo, o Sport precisa urgentemente de um meia que criem as jogadas. Não dá para ganhar jogos com esse Ronaldo Alves na zaga. Ganhamos alguns jogos com Anselmo no time. ele defendia, roubava bolas e criava, hoje o que fizemos foi só apertar o adversário nada mais.

  2. Complementando meu raciocínio, quero dizer que: não dá para jogar um série A com Fabricio, com Neto Moura, com Ronaldo Alves, com Evandro. São jogadores que já deram o que tinham que dá.

Pratique Sport com a gente!