COMPARTILHAR

Resultado de imagem para sport x vítória - foto sport club do recife

(Foto: Williams Aguiar/Sport)

 

Clássico nordestino já aconteceu mais de quarenta vezes, incluindo final de campeonato e duelo internacional

 

Lucas Araújo – Recife.

 

Em situações opostas, Sport e Vitória se enfrentam às 21:30 desta quinta-feira (03) na Arena Fonte Nova, em Salvador. O clássico nordestino marcado pela semelhança entre os clubes, que tem o mesmo mascote, as mesmas cores e até a mesma data de aniversário, ocorrerá pela 43ª vez. Para os pernambucanos, pode significar a chegada na vice-liderança, uma vez que o Atlético Goianiense já jogou na rodada e perdeu, enquanto para os baianos vale uma possível saída da zona do rebaixamento.

Ao longo da história, o Vitória saiu vencedor em 17 ocasiões, contra 14 do Sport e 11 empates. O melhor desempenho do Leão da Barra na década atual acabou sendo determinante para a pequena vantagem construída no retrospecto geral, tendo em vista que dos 12 encontros, foram 7 triunfos soteropolitanos contra 4 recifenses e um único empate.

Em 2000, uma final emocionante pelo título do Nordeste

Ao todo, o embate leonino ocorreu em cinco competições. As duas primeiras divisões nacionais, Copa do Brasil, Sul-Americana e Copa do Nordeste. No campeonato regional, inclusive, os rubro-negros protagonizaram uma acirrada final em 2000, onde o Sport levou a melhor. Foram dois empates em 2×2, e como havia feito melhor campanha, o time comandado por Celso Roth jogava por resultados iguais, sagrando-se bicampeão do Nordeste, num jogo emocionante onde o Vitória chegou a buscar a virada na Ilha do Retiro, mas o zagueiro Sangaletti empatou marcando o gol do título para festa dos mais de 43 mil torcedores presentes.

Encontro na Copa do Brasil e revanche internacional

O primeiro duelo eliminatório entre os clubes ocorreu em 1989, nas oitavas de final da Copa do Brasil onde o Leão da Ilha acabaria com o vice-campeonato. No jogo de ida, os baianos levaram a melhor e venceram pelo placar mínimo, mas em Recife a vantagem foi revertida e o Sport venceu por 2×0, avançando para as semis. 25 anos depois, a revanche com caráter internacional. Pela Sul-Americana, mesmo enfrentando delicadíssimo momento na temporada, o Vitória venceu as duas partidas por 1×0 e 2×1 respectivamente na fase nacional e avançou para as oitavas, deixando a equipe comandada por Eduardo Baptista pelo caminho.

Confrontos pelo Brasileiro tem sido dramáticos

Pelo Brasileirão, os confrontos recentes tem tido ar de dramaticidade. Em 2016, 2017 e 2018, ambos brigaram contra o rebaixamento na primeira divisão, e as partidas entre os dois eram tidas como jogos de seis pontos na busca pela permanência. O triunfo mais marcante ocorreu em 2016, no nervoso 1×0 com golaço de Diego Souza e dois pênaltis desperdiçados pelos visitantes. Dois anos depois, na mesma Ilha do Retiro, um empate sem gols acabou sendo a última vez que o embate ocorreu pela elite nacional até hoje.

Até maio deste ano, os dois não se encontravam na Série B desde 2011. Na ocasião, cada um venceu sua partida como mandante, mas o que marcou mais do que os confrontos diretos foi a disputa travada entre os leões em busca da última vaga para a Série A. Até a penúltima rodada, o time de Salvador estava na frente, mas uma incrível virada sofrida contra o São Caetano diante de um Barradão lotado, somada com a tranquila vitória do Sport sobre o Paraná, fez com que os pernambucanos dependessem apenas de si na rodada final, onde conquistaram de maneira dramática o tão cobiçado acesso.

Pratique Sport com a gente!