COMPARTILHAR

A 23ª rodada do brasileiro da Série B não foi boa para o Leão. Após a derrota, dentro de casa, para o América/MG, por 2 a 0, o rubro-negro começa a ter a sua vantagem de pontos, dentro do G-4, diminuída.

Abatido pela derrota, Sander destaca a próxima partida para sair do clima ruim. (Foto: Sport Recife)

O que antes era uma diferença de cinco pontos para o quinto colocado, Botafogo/SP, agora é de apenas 3 pontos de diferença: nesta pontuação, estão também o Cuiabá e o Operário-PR. Já no tocante a turma de cima, o Sport tinha pouca diferença quanto ao líder Bragantino (4 pontos) e estava empatado com o Atlético/GO com os mesmos pontos (38) na rodada anterior. O Curioso é que mesmo jogando com oscilações e não demostrando firmeza quanto ao título brasileiro, a torcida chegou a abraçar a ideia e colocar um bom público na última partida dentro de casa.

Porém, amanhã, o clube entra em campo com a obrigação de vencer o Londrina, fora de casa, se quiser manter a ideia de título e de se estabilizar dentro do G-4. Pontuar neste segundo turno da Série B é de fundamental resposta para o grupo e também para o torcedor rubro-negro.

O lateral esquerdo Sander pode ser um retrato do grupo quanto a perda de 3 pontos dentro de casa. O jogador foi para a coletiva de ontem nitidamente abatido. E não poderia ter outra postura, afinal, o time foi envolvido nos 90 minutos pelo adversário: “Só o que vai mudar esse cenário é vencer o próximo jogo, assim, ficamos dois três dias ainda nesta frustração”. Apesar de não ter jogado bem com seus companheiros, o atacante Guilherme, um dos poucos que falou com a imprensa na zona mista rubro-negra, destacou que o América foi feliz no que se propôs, quanto ao ataque e na marcação sobre o Sport.

 

Pratique Sport com a gente!