Nos pênaltis, Sport é eliminado da Copa do Brasil pelo Ferroviário.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=zJlbf62qD-8&w=560&h=315]

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=g2GPt6UzxIM&w=560&h=315]

Foto: Williams Aguiar / Sport Club do Recife

Nos pênaltis, Sport é eliminado da Copa do Brasil pelo Ferroviário.

Por Anderson Batista*

Uma partida surreal. Um jogo que, sem sombra de dúvidas, ficará na mente do torcedor rubro-negro por muito tempo. Em casa, o Sport abriu três gols de vantagem, cedeu o empate e viu o Ferroviário ficar com a vaga, nos pênaltis. Restam agora apenas a disputa do Campeonato Pernambucano e do Campeonato Brasileiro, que começa em Abril. O time rubro-negro volta a campo no domingo às 16h, diante do América, pela 7.ª rodada do Estadual.

Primeiro Tempo

O Sport iniciou a partida marcando o adversário sob pressão. Querendo o ataque, em certos momentos deu espaço ao time cearense, que foi perigoso em duas oportunidades com Valdo Bacabal. O adversário quando tinha a bola, não conseguia superar a defensiva do Leão. Já o Sport buscou os lados do campo para atacar, explorando as bolas alçadas na área. A diferença para as partidas anteriores, foi a boa movimentação imposta pelo ataque leonino.

A primeira metade da etapa inicial reservou um lance lamentável. Após perder um gol feito, Leandro Pereira se chocou com a placa de publicidade e saiu de campo com dores no joelho. Rogério entrou na sua vaga. Quatro minutos depois, o Sport abriu o marcador com Anselmo, que foi oportunista dentro da área. O Sport poderia até ter ido para o intervalo com dois de vantagem, se Marlone não tivesse finalizado mal, no último minuto.

Segundo Tempo

Para o segundo tempo, o Sport não fez nenhuma mudança. O Ferroviário, por sua vez, começou pressionando e Valdeci colocou até uma bola no travessão de Magrão. Mas, após um desses avanços do Ferrão, o Sport encaixou um bom contra-ataque e ampliou o placar. A partir daí, o número de gols perdidos do Leão foi aumentando. Chances com Thomás e Gabriel foram desperdiçadas. Índio, que substituiu Gabriel, também perdeu uma chance clara de gol. Entretanto, após vários gols perdidos, o Sport fez o terceiro. Rogério mandou cruzado pra área e Marlone fez mais um.

Com os três gols de vantagem, parecia que a partida estava resolvida. O time de Nelsinho Baptista ficou sonolento em campo, permitindo os avanços do Ferroviário. Em onze minutos, o time visitante empatou uma partida que, teoricamente, já tinha o seu vencedor. Mazinho, aos 30 e aos 36; e Valdeci, aos 41 minutos da etapa final, marcaram pro Ferrão. Detalhe: todos os gols foram originados de jogadas de linha de fundo. Os cearenses levaram o jogo para a decisão por pênaltis na Ilha do Retiro.

O desfecho trágico

Nas penalidades, as cobranças foram convertidas até o 4×3 para o time adversário. Rogério desperdiçou uma cobrança. Magrão salvou o Sport na cobrança de Mota. Porém, Marlone cobrou o pênalti bisonhamente, decretando o fim da participação leonina na Copa do Brasil, ainda na segunda fase.

*Anderson Batista colaborou com o site Eu Pratico Sport.